Beleza

Vanytime está a oferecer penteados, tratamentos e manicures no Wonderland

A beauty van vai ainda sortear um extreme makeover por semana e oferecer um prémio de 500€ a três profissionais da área.
É tudo grátis na feira de Natal.

Depois de uma paragem em 2020, a magia do Natal está de volta ao Parque Eduardo VII com o regresso do Wonderland Lisboa. A feira natalícia arrancou na quarta-feira, 1 de dezembro, e vai manter-se por lá até 2 de janeiro de 2022, com 60 casinhas e a famosa roda gigante. Quem passar por lá, até pode sair mais bonito do que chegou: é que este ano, há um salão sobre rodas que oferece vários tipos de serviços sem qualquer contrapartida.

“Temos um salão sobre rodas, onde oferecemos penteados, manicures e tratamentos de rosto e de corpo”, começa por explicar à NiT Filipa Soares, de 36 anos, fundadora da Vanytime. Durante o decorrer da feira, há uma beauty van estacionada na zona central, junto ao palco (do lado esquerdo de quem sobe), a oferecer serviços, um extreme makeover por semana e ainda a organizar um concurso que vai premiar três profissionais com 500€.

É através de uma parceria com a RickiParodi que estão a prestar serviços de manicure e cabeleireiro gratuitos a quem passar por lá. Já os tratamentos naturais de rosto e corpo estão a cargo do Magic Spa do Pestana Palace Lisboa.

“Vamos ter uma série de atividades quer para profissionais de beleza, quer para clientes”, continua a responsável. Na perspetiva dos clientes, além dos serviços gratuitos, a Vanytime do Wonderland vai lançar todas as semanas um sorteio de um extreme makeover. “A pessoa que for selecionada entra na carrinha e nós tratamos do cabelo, da maquilhagem, da roupa — em parceria com a Lanidor — e fazemos tratamentos de rosto e corpo.”

No final, diz Filipa, o vendedor vai sair de lá como se fosse “uma pessoa completamente nova”. E acrescenta, divertida: “É tipo uma máquina do tempo que funciona em tempo recorde”. 

Todas as quintas-feiras, vão sortear uma pessoa. Para se candidatarem, os interessados deverão preencher um formulário que vão encontrar na conta de Instagram da Vanytime. 

Como começou a Vanytime

Filipa Soares, formada em economia, descreve o mercado de beleza e do bem-estar como “fragmentado”. “Temos pessoas tecnicamente muito boas mas faltam-lhes competências de gestão de negócio, o que é normal”, sublinha. Perante este cenário, a Vanytime quer apresentar-se como uma espécie de plataforma facilitadora da atividade dos técnicos.

“Fui auditora financeira a minha vida toda numa grande consultora e a Vanytime surgiu um bocadinho com uma necessidade própria.” Com um salário bastante acima da média, Filipa não se importava de pagar mais para fazer manicure ou cuidar do cabelo. “A única coisa que não queria era chegar a casa cansada às 22 horas e ainda ter de ir a um shopping — a única coisa aberta a essa hora —, para fazer estes serviços.”

Foi assim que, em 2017, resolveu criar uma plataforma que os levasse até ao cliente. Começou como uma brincadeira, diz, mas foi crescendo e crescendo: “Atualmente, temos 486 profissionais a colaborar connosco.  Fazemos não só serviços ao domicílio, mas também a empresas, hotéis de luxo e eventos.”

Despediu-se há dois anos e meio e agora está dedicada à Vanytime a tempo inteiro. “A minha área não é beleza. Se me mandar fazer uma maquilhagem ou uns cabelos eu não sei. Mas, se der uma empresa para gerir, seja um salão ou um banco, eu sei fazê-lo. O nosso objetivo é aproveitar o conhecimento que temos para ajudarmos os profissionais a crescerem”, conta.

Além disso, as carrinhas podem ser franchisadas por quem trabalha (ou quer trabalhar) na indústria. “O que eu via quando comecei a trabalhar nesta área é que há profissionais que são muito bons tecnicamente mas que não sabem gerir um negócio. Se tiverem alguém que os ajude, conseguem ter um futuro brilhante. Às vezes só lhes falta um empurrãozinho”, declara.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Vanytime (@vanytime_oficial)

Franchising para profissionais

Para Filipa, as carrinhas são a solução ideal para a necessidade de flexibilidade dos clientes de hoje em dia. “Não vamos ficar à espera que o cliente venha ter connosco, vamos ter com ele.”

Estas beauty vans da Vanytime são compradas pelos profissionais e passam a pertencer-lhes, pelo que poderão dar-lhes o seu nome, sempre acrescido da designação “by Vanytime”, a empresa que fornece todo o apoio complementar — é através do seu formulário de marcação que os clientes chegam aos especialistas que prestam os serviços nos veículos.

“Existe uma plataforma em que cada profissional tem uma página com a sua agenda e é através dela que os clientes fazem as suas marcações”, explica a empresária. Por seu lado, aos cabeleireiros, esteticistas ou massagistas, cumpre apenas o pagamento de um valor fixo mensal.

Fixados pela Vanytime estão também três pressupostos. A escolha dos técnicos que podem receber uma BeautyVan obriga a “um processo de validação de qualidade”. Os preços finais terão também que ser aprovados, embora contemplem valores variáveis entre mínimos e máximos que permitam uma maior flexibilidade, sobretudo tendo em conta os diferentes valores de mercado em diferentes cidades. Por fim, todos os produtos são comprados à Vanytime, que tem desde logo uma pré-seleção de diferentes gamas.

Wonderland Lisboa 2021

Na feira de Natal, vão ainda lançar um concurso para profissionais de cabelo, manicure ou maquilhagem, que podem ir lá fazer uma demonstração dos seus serviços. “Só podem usar o que está dentro da carrinha, para estarem todos ao mesmo nível.” Durante o mês de dezembro, estão convidados a fazer uma demonstração; em janeiro, um júri formado na área vai eleger o melhor maquilhador, o melhor cabeleireiro e o melhor manicure. Cada um recebe um prémio no valor de 500€.

Preços dos serviços

Fora do Wonderland (onde tudo é grátis), os serviços podem ser marcados através da plataforma, onde é possível requisitar, por exemplo, maquilhagem (50€), corte de cabelo (20€ a 25€) ou manicure (20€ a 25€), entre outras opções que estarão disponíveis à medida que novas carrinhas forem saindo para a rua.

A lógica passa por haver alguns locais fixos onde as beauty vans estarão, embora estejam aptas para fazer serviços noutros locais — seja junto de empresas ou para, por exemplo, casamentos em que noiva e família requeiram os serviços.

“A palavra-chave é flexibilidade, mas essa também será muito definida pelo franchisado”, explica. “O preço da deslocação pode ser oferecido em casos com maior número de clientes; mas se for apenas um corte de cabelo do outro lado da cidade, claro que acresce um valor.”

Carregue na galeria para ver mais imagens deste novo serviço revolucionário da Vanytime.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT