Decoração

A decoração rústica e eclética do refúgio alentejano de Manuel Luís Goucha

A casa em Monforte junta artigos únicos e peças em segunda mão. Um espaço maximalista onde padrões e texturas se misturam.
Manuel Luís Goucha

Aqui o tempo é mais tempo, dá para tudo.” A parte exterior da casa de Manuel Luís Goucha em Monforte, no distrito de Portalegre, já é conhecida dos seguidores do apresentador. Entre a mão cheia de animais que passeiam pela propriedade e um pátio com cadeiras e almofadas às riscas, é habitual vermos várias partilhas das mudanças nas suas redes sociais.

Desta vez, o comunicador de 69 anos decidiu abrir as portas ao interior do refúgio no monte alentejano que partilha com o marido, Rui Oliveira. Foi com todo esse tempo que redecorou o hall de entrada da moradia e partilhou o resultado este sábado, 16 de janeiro, na sua página de Instagram.

“Gosto da jarra Bordallo Pinheiro a que juntei uns galhos de oliveira para que uma andorinha neles pudesse pousar”, escreveu nas redes sociais. Porém, quem pensa que são apenas objetos de marcas de renome que habitam o lar do apresentador da TVI está enganado.

Em cada divisão, estão expostas inúmeras peças encontradas em espaços como a Emaús, a organização solidária, com sede em Canelas, cheia de móveis antigos, roupa vintage e outros artefactos. É o caso de uma cómoda que encontrou no armazém, um dos elementos que trazem “rusticidade” para o interior da casa.

Sobre o aparador, há ainda várias arrojadas e ecléticas que complementam o resto do ambiente. Durante a remodelação, houve espaço para espelhos “de aspeto provençal” e um candeeiro feito de troncos, assim como cajados que decoram um pote cerâmico, “usados na condução do gado e para apoio do pastor”, explicou.

Na mesma publicação, sublinha que não é aficionado por touradas, mas que não resiste à opulência e aos bordados dos trajes de toureiro, estando um deles exposto logo junto à porta. O traje de luces tradicional foi-lhe oferecido por um jovem que entrevistou num programa da tarde, enquanto outra casaca foi um presente de um cavaleiro que passou pelo “Você na TV”.

Ao mostrar todos os detalhes, pensados ao pormenor, o comunicador dá ainda algum destaque a um antigo cesto de piquenique. Porém, deu-lhe um novo propósito e é lá que guarda alguns bonés, chapéus e agasalhos de pescoço. Por fim, acrescentou as “cabeças em madeira que aludem a uma prática comum na região”.

Todos estes elementos dão o mote para a restante decoração de todo o monte, tanto no interior como no exterior. “É Alentejo. E depois eu gosto de decoração”, conclui Manuel Luís, que levou um pouco da região para um hall de entrada sem espaço para minimalismo.

Carregue na galeria para ver imagens dos detalhes.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT