Decoração

DressedFur: o projeto de ilustrações que põe os animais a vestirem roupas de pessoas

Karina Krumina é uma das jovens mais talentosas do País — e uma das 10 finalistas do concurso New Talent. Conheça a sua história.
Começou há cerca de sete anos.

A primeira vez que se interessou por desenho foi quase por acaso, numa escola de pintura onde o namorado esteve durante duas semanas a estudar nas férias. Foi lá que se estreou nas tintas a óleo e tomou uma decisão que mudou a sua vida para sempre: iria dedicar a sua vida às artes. Hoje, Karina Krumina é uma talentosa artista de 28 anos que conseguiu transformar a sua paixão numa carreira em ascenção.

Com a DressedFur lançou um projeto original em que os animais vestem roupa de humanos, tomando forma através de aguarelas detalhadas, que pinta com a mão esquerda e que lhe valeram a nomeação para finalista da segunda edição do New Talent, o concurso promovido pela NiT, a TVI e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e que elege os melhores jovens talentos do País na área do lifestyle com menos de 27 anos. O vencedor irá receber 10 mil euros para desenvolver um projeto pessoal. No caso de Karina, ela fez 28 anos no dia 9 de outubro, depois de ter sido escolhida pelos jurados do concurso.

Karina é natural da Letónia. Foi lá que se inscreveu na Academia de Artes e conseguiu integrar o programa de Erasmus que a trouxe até Portugal pela primeira vez, para estudar durante um ano na Universidade de Belas Artes do Porto, em 2015. À NiT, conta que se apaixonou “instantaneamente” pelo nosso País.

Mais tarde, regressou para fazer um estágio profissional e nunca mais se foi embora. Apesar de se ter baseado no Porto, adora explorar todos os cantos do território sempre que surge uma oportunidade e até já conseguiu promover o seu projeto em diferentes lojas de norte a sul.

Criou a DressedFur há cerca de sete anos num fatídico Natal em que não fazia ideia do que iria oferecer à família. “Tive a ideia de pintá-los como os animais que me faziam lembrar, tendo em conta o tipo de roupas que usam e as suas posturas”, recorda. O resultado? Pôs os familiares todos a rirem-se com as suas criações. Gostou tanto das ilustrações que decidiu continuar a fazê-las para se entreter e, gradualmente, transformou-as num projeto maior, que é hoje o seu principal foco.

A primeira venda veio pouco tempo depois, através da sua loja online na Etsy. “Muito devagarinho”, explica, começou a ganhar tração e foram surgindo oportunidades para revender em lojas no Porto quando se mudou finalmente para cá.

“Desde que era pequenina que sempre adorei imaginar que os animais podiam falar e expressar-se de uma forma humana. Tenho uma grande paixão por design de moda, por isso juntar as duas coisas acabou por resultar nas ilustrações em aguarelas da DressedFur”, continua.

Aquilo que vai encontrar no Instagram do projeto é absolutamente idílico: touros com camisas e calças de fato a pousar de mãos nos bolsos; coelhos a vestir gabardines elegantes; cães e gatos com roupa de verão a acampar em tendas tipi; pinguins hipsters apaixonados a dar um abraço; um talento que ultrapassa os limites da imaginação.

dressedfur
Karina e as suas criações.

Em 2016, participou numa exposição de grupo no hub criativo CRU, no quarteirão criativo do Porto, e conheceu a criadora de moda Fernanda Pereira, que lhe ofereceu alguns sketches e exemplos da sua linha de roupa. Karina ilustrou-os vestidos em animais e a cenógrafa Rosário Matos criou máscaras dessas mesmas ilustrações, num projeto que acabou por lhe abrir portas para trabalhar com mais designers portugueses ao longo dos anos.

A maioria das peças sai inteiramente da sua imaginação, mas também faz ilustrações personalizadas para clientes que lhe pedem retratos dos seus animais de estimação — ou até para eles próprios serem retratados como animais. “Diria que a peça mais vendida até agora é o casal de cabras [ela com um vestido branco, ele com calças de ganga e um blusão de cabedal], mas estou sempre a criar peças novas e vai-se tornando mais difícil ter um best seller, porque há cada vez mais opções que as pessoas podem escolher”.

Karina confessa que admira muitos artistas, mas a sua inspiração vem normalmente das observações mais simples do dia a dia e das interações que tem com as pessoas. Ver uma peça de tecido ou uma textura, conhecer alguém e imaginar com que tipo de animal poderia retratá-lo.

Além da loja online, já promoveu o seu trabalho no Mercado Porto Belo, no Porto, e vende em vários espaços físicos, entre eles o Mercado 48, CRU, Padaria Águas Furtadas e Armazém, no Porto; a Loja o Risco, em Aveiro; a Apaixonarte e a Oficina Marques, em Lisboa; e até na Popup Faro, no Algarve. Os preços das ilustrações em A4 custam à volta de 16€, os postais estão à venda por 3€ e as peças originais podem rondar os 150€. No entanto, também vai encontrar T-shirts, canecas e até um tecido para forrar uma cadeira.

Entre os “pequenos sonhos” que coleciona, imagina os seus desenhos a ganharem vida num filme de animação. Se ganhasse o prémio de 10 mil euros do New Talent, dedicaria uma grande fatia para “tratar da parte legal” e proteger o projeto. “E depois, usaria o dinheiro para promover o meu trabalho e para construir um site ‘como deve ser’. Também adorava poder reservar uma pequena percentagem dos lucros das minhas vendas para ajudar um abrigo de animais”.

dressedfur
Karina tem 28 anos.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT