Decoração

La Redoute abriu a primeira loja em Lisboa (e é enorme)

A marca francesa abriu a sua quarta pop up store a nível mundial esta quinta-feira, numa rua movimentada da capital portuguesa.
Pode comprar tudo o que vir.

Passaram-se mais de 30 anos desde que os portugueses começaram a folhear os famosos catálogos da La Redoute e a partir desta quinta-feira, 29 de outubro, vai poder finalmente ver as peças ao vivo antes de as comprar. Depois de Lausanne e Genebra, na Suíça, e de Moscovo, na Rússia, Lisboa torna-se agora na quarta cidade a nível mundial a receber a pop up store da marca francesa com 180 anos de história, que também tem alguns espaços permanentes em Paris, França.

Fica no número 25A da Rua António Enes, numa zona movimentada da cidade junto da Avenida Duque d’Ávila. Dentro do enorme espaço — com cerca de 400 metros quadrados divididos por dois pisos — vai poder conhecer ao vivo as peças de decoração que nos habituámos a ver ao longo de tantos anos nos famosos catálogos da marca.

Dora Sousa, responsável de media e comunicação em Portugal, explica à NiT que a loja foi uma forma de “materializar” a oferta. “Temos noção, pelos estudos que fazemos, que muitas pessoas deram o seu primeiro passo online através da La Redoute, mas sabemos que há uma franja muito grande de pessoas que necessitam de tocar e sentir as coisas”, conta.

O objetivo, assim, passa por ser o de conseguir uma maior proximidade com o público português, apresentando “ao vivo” propostas de decoração de duas linhas: AM. PM., mais premium, inspirada na natureza e em materiais orgânicos e desenvolvida com matérias-primas mais distintas; e La Redoute Intérieurs, que segue um pouco mais as tendências de consumo, não se posicionando como uma marca de mass market.

Os clientes vão poder comprar todas as propostas à venda na loja, desde almofadas, fronhas, tapetes, sofás, mesas de apoio, candeeiros, poltronas e quadros, entre muitas outras, para decorar várias zonas da casa. As peças mais pequenas terão uma maior disponibilidade de stock imediato e as peças maiores e com menos unidades para serem entregues no momento poderão sempre ser encomendadas e recebidas em casa, num prazo máximo de duas semanas.

A necessidade de apresentar em loja as peças de mobiliário explica-se pela perceção dos consumidores, que veem este segmento como uma compra por catálogo de maior risco, até pelos valores elevados comparativamente às linhas de vestuário. “Comprar umas calças ou uma camisola é, na mente do consumidor, menos arriscado”, acrescenta Dora.

Para o dia da inauguração, os responsáveis já estão a contar com muitas visitas. “Ontem, apesar de termos a porta fechada, foram várias as vezes em que entraram pessoas dentro da loja”, adianta. As portas da pop up store da La Redoute abrem oficialmente pelas 14 horas desta quinta-feira e a loja deverá manter-se no mesmo espaço até ao final de junho de 2021, podendo depois abrir noutros locais.

A seguir, carregue na galeria para conhecer a primeira loja da La Redoute no nosso País.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT