Decoração

A melhor forma de lavar a roupa à mão para “matar” o coronavírus

Se tomar as precauções certas não precisa de estar constantemente a utilizar a máquina de lavar.
Muita atenção.

Na maioria das casas, o número de vezes que a máquina de lavar roupa trabalha por semana mais do que duplicou nos últimos tempos. A razão é simples: o coronavírus pode aguentar vários dias em tecido — não está provado ao certo quantos — por isso todo o cuidado é pouco.

Acontece que esta alteração nas rotinas diárias faz com que as contas da luz e água acabem por aumentar, um facto que devemos evitar nesta altura em que se espera, infelizmente, uma nova crise económica.

Ora, se é necessário lavar a roupa com maior frequência (e não esperar que uma máquina fique cheia), mas precisamos de poupar, como é que conseguimos resolver este problema? Simples: as peças podem ser lavadas à mão, se tomarmos as medidas certas.

Em entrevista à edição americana da “Vogue“, Dharushana Muthulingam, médica de doenças infecciosas, investigadora e instrutora da Washington University School of Medicine, em St. Louis, nos EUA, explicou os conselhos que deve seguir.

Lave em pequenas quantidades

Se puder, reserve uma hora todos os dias para este processo, de modo a não acumular roupa. Se tiver poucas peças use um alguidar ou balde — caso sejam mais opte pela banheira.

Higienize o local que utilizar

Antes de começar a usá-lo é obrigatório limpá-lo bem. Pode usar um produto concentrado de limpeza multifuncional misturado sempre com água quente. Caso opte por fazer a lavagem na banheira não se esqueça do ralo.

Faça um pré-tratamento nas manchas

Como sempre, deve juntar cores e tecidos idênticos para não haver percalços. Faça o pré-tratamento de todas as manchas com um produto especializado e deixe atuar durante, pelo menos, 20 minutos.

Tenha atenção à temperatura

Uma das recomendações que a Direção-Geral da Saúde mais tem focado no que diz respeito à lavagem da roupa é que ela deve ser feita sempre a 60 graus — e não à temperatura normal, de 30 graus Celsius. Ora, se lavarmos as peças à mão é muito mais difícil de prever se o valor está correto. O ideal é que pegue numa panela e ferva antecipadamente a água. Quando estive a borbulhar ponha-a em contacto com a água e deixe atuar até ficar morna. Assim, tem a certeza de que o vírus não resiste (a fervura atinge os 80 graus) e não corre o risco de se queimar. Só depois é que adiciona a quantidade apropriada de sabão ou pó específico para os tecidos que está a lavar. Não se esqueça que é muito importante esfregar várias vezes as propostas para garantir uma desinfeção completa.

De preferência, passe tudo a ferro

O vapor do eletrodoméstico não só tira os vincos das roupas como ajuda a matar bactérias. Por isso, sempre que conseguir privilegie, agora mais do que nunca, o uso do ferro.

A seguir, carregue na galeria e conheça também as formas mais eficazes de desinfetar a casa em tempos de coronavírus.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT