Decoração

Os arranjos coloridos da Blomster são a peça que falta na decoração de sua casa

Usam sempre flores secas, as cores são personalizáveis e pode recebê-las em cestos, sacos com mensagens e em vasos de cerâmica.
Não dão trabalho e são super giras

No espaço de uma semana, todo o trabalho dos meses seguintes desapareceu. A empresa de gestão de alojamento local de Pilar Sousa Guedes esbarrou numa pandemia implacável que reduziu o turismo a quase zero — e obrigou a jovem de 28 anos a repensar o que faria a seguir.

Confinada na quinta dos pais, entre flores, árvores e a natureza, “redescobriu uma antiga paixão”: as flores secas e a decoração. “Cresci numa casa muito grande, rodeada de flores, do verde. Sempre adorei flores secas, ficava sempre a admirá-las. É um amor antigo, embora nunca tivesse feito arranjos”, conta à NiT.

Nunca tinha feito, mas passou a fazer. A formação em gestão hoteleira ficou para trás e abriu-se um novo desafio. Começou pelas coroas natalícias, ainda em novembro de 2020, entre o tempo livre e a matéria-prima que tinha à mão na quinta dos pais onde passou o confinamento.

“Inicialmente, usava flores naturais, mas vivemos num mundo tão rápido que senti a necessidade de fazer algo que perdurasse”, explica. “Depois passou o Natal e pensei que as flores secas poderiam ser algo que dura e que também funciona como peça de decoração.”

A decoração é, aliás, outra das suas paixões, potenciada pela ajuda que dava aos proprietários dos alojamentos com quem trabalhava. O olho para o detalhe e para a estética convenceram-na a criar o seu próprio negócio, a Blomster.

Os sacos personalizados

“As flores secas são mais difíceis de trabalhar [do que as naturais] porque são mais fininhas, é uma tarefa mais minuciosa, até porque faço tudo de raiz.” O trabalho é também mais fácil para quem as recebe em casa, até porque as plantas secas são de manutenção fácil e podem durar vários anos.

Arrancou como arrancam hoje em dia a maioria dos negócios que dependem de um só par de mãos: no Instagram. Dos amigos mais próximos para as influenciadoras, rapidamente a Blomster ganhou força.

“Comecei a enviar arranjos para as influencers e tive logo uma aceitação muito grande. Foi uma sorte, porque o início é sempre mais complicado sem um grande investimento”.

Não pense que a Blomster se fica apenas pelos arranjos. Pilar encontrou ainda uma outra forma de juntar ao negócio outra paixão, as cerâmicas. Depois de feito o desenho e de fabricadas as peças, elas conjugaram-se com os arranjos florais — e fizeram companhia aos sacos com frases personalizadas, idealizados para dias especiais como o Dia da Mãe ou outros pretextos para celebrações.

As novas peças de cerâmica

Os arranjos em si podem ter cores já pré-definidas — e que receberam nomes de estados de espírito — como os tons brancos da Paz, os verdes da Esperança e os tons lavanda da Bravura. No entanto, se quiser outras cores e outras combinações, Pilar promete que fará tudo, sem custo extra, desde que tenha as cores em stock.

Mas vai mais longe na personalização. “Há muita gente que me envia fotos das casas e dos sítios onde querem colocar os arranjos e eu ajudo a encontrar a cor ideal.”

As vendas são, para já, feitas apenas através do Instagram — o site está para breve. Os preços podem variar entre os 15€ e os 35€, consoante quiser o arranjo numa das peças de cerâmica ou num dos sacos com mensagens personalizáveis que existem em dois tamanhos, o pequeno (25€) e o médio (35€).

Caso esteja a preparar uma nova decoração lá em casa, aproveite para conhecer a nova coleção da Nossa Casa Portuguesa. Carregue na galeria para ver mais peças.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT