Subscreva a nossa newsletter para receber as melhores sugestões de lifestyle todos os dias.

Decoração

Há uma loja de plantas em Lisboa para vestir a casa de verde (por dentro e por fora)

Chama-se Plantae e ocupa uma antiga mercearia no bairro de Campo de Ourique desde o início de outubro.
Tem cerca de 140 metros quadrados.

No primeiro dia de outubro, o bairro de Campo de Ourique, em Lisboa, recebeu uma nova loja que vende plantas para encher a sua casa de verde (por dentro e por fora). Chama-se Plantae e ocupa um espaço com cerca de 140 metros quadrados no número 63 da Rua Correia Teles.

“A Plantae ocupa o espaço de uma antiga mercearia que foi renovada por nós, respeitando a traça original. Optámos por uma decoração minimalista para dar ênfase ao nosso produto principal, as plantas. São elas o elemento chave do nosso espaço”, explicam à NiT Rita Rodrigues e Lisa Santos, ambas de 29 anos, e Bernardo Ferreira da Costa, de 31.

A entrada faz-se pela antiga zona de exposição da mercearia, onde os armários de madeira eram ocupados por sacas de grão, feijão e enlatados. Agora, deram lugar a plantas variadas, vindas de diversos pontos do globo.

Por lá, também vai encontrar vasos de barro de vários tamanhos e vasos de cerâmica de artesãos portugueses. Passando pelas pequenas arcadas, há ainda um segundo espaço, composto por uma oficina com bancada e ferramentas onde se pode aprender diferentes técnicas para cuidar das plantas. É nessa zona que se encontra também a maternidade, onde nascem os “rebentos” plantados pelos sócios.

“Talvez tenhamos aberto na pior época de negócios de sempre, mas faltava-nos dar o salto. Queríamos um espaço para vender, dar dicas, ajudar os clientes. Sentíamos muito essa necessidade de aconselhamento por parte de pessoas próximas, por isso acreditamos que muito mais gente o sinta, sobretudo numa altura em que parece que todos passámos a ter mais plantas em casa e a viver mais as nossas casas. De forma a reduzir o desperdício criámos uma oficina dentro da loja onde os clientes podem utilizar ferramentas, terras, lecas para a transplantação das suas plantas ou de qualquer planta comprada na loja”, refere Bernardo.

A Plantae tem um ainda espaço que quer “convidar os clientes a permanecer”, uma mesa rodeada de livros de botânica e paisagem, além de algumas revistas técnicas. É nesta “biblioteca” que pretendem também organizar tertúlias e ateliês sobre temas relacionados com o universo das plantas.

Os três sócios são arquitetos, licenciados em instituições como o Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa; a faculdade de Berkeley da University of California, nos Estados Unidos da América; e a Faculty of Science da University of Copenhagen, na Dinamarca. 

Juntos, resolveram lançar um projeto especial que quer “reaproximar as pessoas ao mundo vegetal”, incentivar a sua descoberta e motivar a aprendizagem sobre as plantas. Mais do que uma loja, dizem, a Plantae é um “ateliê botânico”.

Foi durante uma viagem de comboio de 45 dias que Rita e Bernardo tiveram a ideia. O que concluíram é que as pessoas que vivem nas cidades ficam “desconectadas” da vida vegetal e, muitas vezes, acabam por tratar as plantas como objetos e não como “seres vivos importantes para o planeta Terra”.

“Na Plantae valorizamos as relações humanas e sabemos que o consumo de forma industrial não é a solução, por isso acreditamos no comércio local e no desenvolvimento dos pequenos produtores e artesãos. Damos primazia às técnicas mais ancestrais, respeitando os costumes e tradições. Incentivamos o conhecimento sobre a paisagem que nos rodeia, de maneira a reaprendermos a melhor maneira de a habitar”, refere Rita.

Os preços variam entre os 85 cêntimos e os 100€. As plantas vêm de destinos tão variados como a África do Sul, a Namíbia ou o México. A seguir, carregue na galeria para ficar a conhecer melhor a Plantae.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT