Decoração

A primeira casa impressa em 3D da Europa já tem inquilinos

A renda custa 800€ e vai ser habitada por um casal holandês.
Renda custa 800€.

Há poucos anos ainda poderia parecer uma ideia saída de um filme de ficção-científica. Mas o desenvolvimento da tecnologia de impressão a 3D continua a evoluir. Ao ponto de já poder criar do nada uma casa inteira.

Elize Lutz, de 70 anos, e Harrie Dekkers, de 67, que o digam. Este casal de reformados holandês mudou-se recentemente para uma nova casa que abre já essa janela para o futuro: é a primeira casa de habitação legalizada inteiramente impressa.

“É linda, tem aquela sensação de bunker. Faz-nos sentir seguros”, afirmou Elize, sobre a sua nova casa em Eindhoven, citada pelo “The Guardian”. O jornal britânico explica que nos últimos dois anos têm avançado projetos semelhantes em França e nos EUA. Mas este foi mesmo o primeiro.

“Esta é mesmo a primeira propriedade 100 por cento legalizada pelas autoridades locais, e já com inquilinos que pagam para viver na casa”, explica Bas Huysmans, da empresa de construção Weber Benelux, que trabalhou neste projeto em conjunto com a Universidade Tecnológica de Eindhoven.

A renda é de 800€ e a casa contou com 24 elementos impressos. O projeto demorou o seu tempo a ser desenhado e alinhavado mas a impressão propriamente demorou cerca de 120 horas.

Com cerca de 94 metros quadrados, a casa conta com três quartos e tem ainda um jardim envolvente. O casal vai mudar-se oficialmente para a nova casa a 1 de agosto e irá ficar a viver ali durante pelo menos seis meses.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT