Lojas e marcas

Nova coleção de swimwear da Latitid também tem sacos, bonés e toalhas de praia

A marca portuguesa contou em entrevista à NiT que as vendas online cresceram 200 por cento durante a pandemia.
Em maio chega um segundo lançamento.

À chegada da primavera, todas as portuguesas que estão fartas dos meses frios aguardam ansiosamente pela chegada das novas coleções de swimwear nacionais. Entre as marcas incontornáveis, está a Latitid. Em 2013, este projeto foi lançado por três sócias que estavam insatisfeitas com as opções disponíveis no mercado nacional.

“Sentíamos uma ausência de opções de compra de fatos de banho e de biquínis em Portugal e uma grande dependência de marcas brasileiras. Ao mesmo tempo, procurávamos designs que, da estética ao material, fossem verdadeiramente confortáveis”, começam por explicar em entrevista à NiT.

Assim, Maria Fernanda Santos, de 59 anos, juntou-se às irmãs Marta e Inês Fonseca, de 33 e 35 anos, para se lançarem neste projeto. A ideia era criarem uma marca que ajudasse a resolver algumas das maiores inseguranças das mulheres na hora de vestir um biquíni.

“Sabemos que o swimwear continua a ser um tópico sensível para muitas mulheres e nós não somos diferentes: queríamos realçar determinadas zonas do nosso corpo e disfarçar outras com as quais não nos sentíamos 100 por cento confortáveis. E queríamos que essas necessidades não interferissem com o estilo”, continuam. Ao longo dos últimos oito anos, o feedback tem sido unânime — a Latitid conseguiu cumprir aquilo a que se propôs.

latitid
Imagens da campanha.

O conceito da marca passa por criar fatos de banho e biquínis voltados para as tendências, mas que não ignorem as diferentes fisionomias do corpo feminino. “É por isso que vamos sempre inovando nos modelos mas mantendo alguns dos ‘portos seguros’ das nossas clientes”, revelam as fundadoras.

Ao mesmo tempo, propuseram-se a apostar naquela a que se referem como “a tão conhecida e respeitada produção têxtil nacional”. E acrescentam: “Somos dos países com maior tradição têxtil e mão de obra mais qualificada, e queríamos tirar partido de todos estes assets.”

Ainda assim, o conceito nasce de uma fusão entre o design de qualidade e o conforto — que dizem ser o ponto de partida para tudo. Para elas, a maior ferramenta de trabalho são as opiniões das clientes, que as ajudam a delinear o que pode, ou não, fazer sentido para a coleção seguinte.

“Sempre quisemos ser o mais diversificadas possível e representar nas nossas coleções diferentes tipos de corpos, idades e atitudes. Mais do que uma mulher Latitid, pensamos na multiplicidade de papéis femininos, na capacidade incrível que temos de fazer mil coisas ao mesmo tempo, nos diferentes moods e formas de estar na vida e gostamos de acreditar que temos uma opção de swimwear para cada uma”, contam.

latitid
Algumas propostas de swimwear.

Sobre o último ano do projeto, que acabou por ser inevitavelmente manchado pela pandemia de Covid-19, acreditam que foi, sem dúvida, o mais desafiante. Ainda assim, apesar de todas as baixas a nível de produção e lojas encerradas, revelou-se um período de crescimento na faturação.

“A pandemia obrigou-nos a parar e repensar a forma de comunicar e vender”, explicam. O foco, agora, passa pelas redes sociais e o sistema de entregas online foi alterado. Estão também a preparar um novo site, que será lançado em maio, e fizeram mudanças de armazém e de espaço de handling para conseguirem dar resposta ao crescimento de vendas no site. “Crescemos mais de 200 por cento neste canal.”

Maria Fernanda Santos fez o 12.º ano no Liceu Carolina Micaelis, no Porto. Já Marta Fonseca estudou Design de Moda na ESAD e tirou um mestrado em Produção de Moda na Falicidad Duce, em Barcelona. A irmã, Inês Fonseca, tem um mestrado em Gestão da Universidade Católica de Lisboa.

Esta quinta-feira, 25 de março, fizeram o lançamento oficial da nova coleção, na antecipação daquele que se prepara para ser mais um verão atípico. É o primeiro de dois e conta com nove biquínis e três fatos de banho, todos com cortes e tecidos de diferentes padrões. Ao mesmo tempo, chegam também novas mochilas, bonés e toalhas de praia. Já o segundo lançamento está agendado para maio.

Algumas das peças desta coleção foram fabricadas com fio reciclado. Durante a estação, a Latitid vai apostar em mais lançamentos de produtos sustentáveis que variam entre o swimwear e os acessórios. A seguir, carregue na galeria para conhecer algumas das novas propostas da marca portuguesa, à venda na loja online.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT