Lojas e marcas

A marca portuguesa de swimwear 38 Graus está a dar 30€ por cada biquíni usado

Second Life é um projeto que permite revender as peças da marca que se tornou um fenómeno do Instagram. O processo é simples.
Vai encontrá-los a preços reduzidos.

Contribuir para um mundo mais sustentável e incentivar uma economia circular. É este o objetivo da marca portuguesa de swimwear 38 Graus, que acaba de lançar um novo projeto que ambiciona dar uma segunda vida aos biquínis usados. “Percebemos que muita gente compra conjuntos novos todos os anos, e acabam por pôr de lado os antigos, que já não usam, apesar de estarem em ótimo estado”, afirma à NiT Inês Pereira da Costa, sócia e responsável pela estratégia do negócio.

O processo é simples: basta enviar para a loja ou entregar em mão o biquíni da marca que já não utiliza e, depois de verificado o seu estado, é colocado para revenda a preços reduzidos. Claro que “tendo em conta que é para ser usado novamente, tem de estar limpo e em perfeitas condições de reúso, com todas as costuras e acessórios originais”.

Por cada biquíni em bom estado, a marca entrega um vale 30€ a ser descontado numa próxima compra e que é válido durante um ano. Se quiser comprar um destes conjuntos, pode encontrá-los na secção do site dedicada exclusivamente à Second Life. Os preços variam consoante o modelo. Um exemplo: o SL Mary In Leopard custa 88€, mas se o comprar em segunda mão, vai poupar 53€, já que está marcado a 35€.

Com o crescimento das aplicações de venda de artigos usados, as empreendedoras viram uma oportunidade de “dar um novo uso às peças que acabam por ficar esquecidas”. Hoje, mais do que nunca, os clientes procuram consumir de forma consciente e a empresa tem notado essas mudanças: “observamos uma geração cada vez mais preocupada com a forma como consome e com as marcas que escolhe”. A aposta está a revelar-se um sucesso: a maioria dos biquínis trocados por vales já foram vendidos.

A estratégia faz parte do compromisso da insígnia em ser cada vez mais sustentável. “Queremos que a 38 Graus ajude e acompanhe essa transformação, e que os consumidores se identifiquem com os valores e propósito da marca”, confessa Inês.

A marca foi projetada por Marta Oliveira, que, em 2017, lançou os primeiros 12 modelos de uma coleção que ia desde “fatos de banho com costas desafogadas” a “biquínis sem recortes e floreados”, revelou à NiT na altura. O sucesso não demorou a chegar e hoje é um fenómeno no Instagram — a presença das peças da marca em quase todos os feeds está aí para o provar.

Carregue na galeria para descobrir alguns dos artigos em segunda mão que pode comprar no site da 38 Graus a preços reduzidos.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT