Lojas e marcas

A primeira coleção de joias feitas com cristais de vinagre do mundo é portuguesa

Em colaboração com a Cristal, a designer Tânia Gil criou cinco peças únicas com o tempero que não falta à mesa dos portugueses.
Trata-se de uma oferta única no mercado.

Olhar para uma garrafa de vinagre e ver algo mais do que um ingrediente para temperar a salada, por exemplo, exige muita imaginação. Torna-se ainda mais rebuscado pensar que, através das gotas do condimento, pode ser criado algo tão majestoso como uma joia. A nova parceria da joalheira Tânia Gil com a marca Cristal mostra como mais do que uma ideia estranha é uma realidade. O vinagre pode ser uma matéria-prima para as criações mais sofisticadas.

Ao ser desafiada pela marca, conhecida como a “mãe do vinagre”, a criadora com mais de 15 anos de experiência deu por si a estudar novos materiais e saiu da sua zona de conforto: “Adoro desafios e o facto de ter de fazer experiências com uma matéria desconhecida, aliada à joalharia, fez crescer o meu entusiasmo”, conta à NiT.

Sobre a matéria-prima, que continua a estudar e cujo potencial continua a explorar, acredita que permite infinitas possibilidades. Trata-se de um material frágil que é necessário manusear com cuidado, mas que é depois endurecido para tornar o cristal nascido a partir do vinagre ainda mais resistente.

“Cada cristal é único”, diz. Esta exclusividade torna as peças da linha exclusivas e especiais, não só pelo processo inusitado de produção, mas pelas pedras que se distinguem pela singularidade.

A primeira linha de joias feitas a partir de cristais de vinagre do mundo consiste em cinco peças diferentes. Tânia Gil escolheu trabalhar a forma de uma gota devido à simbologia inerente. “Associamos um cristal a algo translúcido, límpido e puro tal como água. Por sinal, a água simboliza a origem da vida, fertilidade, purificação e, graficamente, é representada pela gota”, explica. As peças prateadas simulam a textura das pedras utilizadas.

“Já tinha conhecimento de outros processos químicos para produção de cristais, mas utilizando unicamente vinagre sobre uma pedra nunca tinha visto”, refere. Acrescenta ainda que não existia informação a explicar o processo, o que dificultou o trabalho. Ao longo de dois meses, a joalheira dedicou-se a experiências com pedras e vinagres: “costumo dizer que para este desafio, além de designer e joalheira, fui também química, cozinheira e mãe de pedras”.

A coleção Cristal x Tânia Gil apresenta um caráter puramente experimental, pelo que não será colocada à venda. Em vez disso, foram todas oferecidas no Dia da Mãe, já que a linha foi lançada no dia 1 de maio. 

Pode conhecer mais do trabalho de Tânia Gil no site oficial, onde é notória a sua constante inspiração na natureza. Carregue na galeria para conhecer três das joias que foram criadas para esta colaboração.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT