Lojas e marcas

Annevoir: a nova marca nacional com peças românticas de edição limitada

As peças podem ser usadas no dia a dia ou numa saída à noite. Quando uma proposta esgota, não volta a ser colocada à venda.
Para quem gosta de vestir peças diferentes.

”Crio as peças como se fossem para mim.” Após vários anos a trabalhar como massagista, Ana Magalhães, de 31 anos, precisava de uma mudança na sua vida. Entre atendimentos exigentes e uma rotina cansativa, teve a epifania de explorar o mundo da moda, um desejo latente há muitos anos.

Quando decidiu mudar de carreira, o primeiro passo foi lançar a Annevoir, que chegou ao mercado nacional em novembro. O catálogo distingue-se pelas peças românticas, hiper femininas, confortáveis e sempre de edição limitada. Quando uma proposta esgota, não volta a ser colocada à venda.

“Aquilo que se vê na marca é algo que uso. Identifica-me tanto que, quem me conhece, diz logo que é a minha cara”, conta a fundadora à NiT. “É um estilo versátil, que dá tanto para usar no trabalho ou para uma saída à noite.”

A etiqueta aposta nos lançamentos sazonais, sendo que são produzidas, em média, entre 20 a 30 peças de cada modelo. “Entre o verão e o inverno, posso lançar algumas edições especiais”, explica, mas vai manter sempre a mesma aposta num stock reduzido para se afastar da fast fashion.

Para garantir esta exclusividade, a primeira coleção nasceu de excedentes têxteis, “recursos valiosos para o processo criativo”. Ao adquirir os restos de tecidos de fábricas nacionais, só consegue fazer um certo número de pessoas. “Compro 20 metros e dá para um certo número se peças. Se sobrar algum, tento adaptar na coleção seguinte e usar noutro modelo.”

Dos vestidos com manga abalonadas às peças acolchoadas, com muitos laços e colarinhos, “a diferença está nos detalhes”, acrescenta a fundadora, que se inspirou no seu nome para batizar a marca. “Annevoir reflete a minha visão, aquilo que quero mostrar nas peças que vou criando.”

Em mente, a empresária tem mulheres “que gostam de um estilo formal, mas que dá para adaptar a contextos descontraídos”, sublinha. “São discretas, gostam de seguir tendências e procuram sempre um toque contemporâneo.”

Todas as peças são fabricadas em Portugal, mais precisamente em ateliers de pequena escala no norte do País. O objetivo é evitar o desperdício, garantindo que cada peça valoriza a individualidade de quem a compra. “Trata-se de construir personagens, contar histórias e exprimir quem somos”, conclui.

Neste momento, todas as peças podem ser encomendas através da página de Instagram da marca, sendo que o lançamento do site está previsto para breve. Os preços variam entre os 50 e os 120€.

Carregue na galeria para conhecer algumas das propostas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT