Lojas e marcas

Após a abertura da primeira loja num shopping, a Isto chega ao Porto e a Berlim

À abertura no Amoreiras, em julho, seguem-se duas pop-ups. A chegada definitiva ao norte do País está para breve.
A nova loja nas Amoreiras

Feitas as contas, há três novas lojas onde pode encontrar as peças da Isto. Em poucos meses, o plano de expansão levou a marca portuguesa a mais clientes, em Lisboa, Porto e Berlim.

A investida começou em julho, quando foi inaugurada a primeira loja num centro comercial. O quarto espaço na capital fica no Amoreiras Shopping Center e revela uma nova visão da marca criada em 2017.

“Até agora, todas as lojas físicas estavam em bairros muito típicos, Campo de Ourique, Chiado, Príncipe Real. Queríamos experimentar uma versão premium, mas ainda assim diferente do resto”, explica à NiT Leonor Ferreira Lopes, diretora de marketing da insígnia. O que não significa, contudo, que a Isto se vá tornar uma presença habitual neste tipo de espaços comerciais.

“Não queremos abrir em mais centros. Não é esse o objetivo. Queríamos experimentar um shopping, mas com um posicionamento superior e daí as Amoreiras.” A dimensão mantém-se, bem como a decoração, neste caso concebida em conjunto com o atelier DC.AD do arquiteto Duarte Caldas.

“Inclui sempre apontamentos de cor, mas também elementos transparentes que funcionam como uma analogia ao conceito da marca, muito alavancada no conceito da transparência.”

Novidade mesmo é a chegada ao Porto, graças ao conceito pop-up que abriu a 20 de outubro. Melhor: a loja já existia e pertencia à Latitid, que abriu espaço para a parceria. Assim, de outubro até 30 de dezembro, irá acolher no espaço da Foz do Douro algumas das peças da Isto.

A pop-up do Porto estará aberta até dezembro.

“É metade da loja da Latitid. Avançámos para esta parceria porque o Porto é um dos objetivos que definimos há algum tempo”, explica a responsável. Por lá, irá encontrar parte da coleção permanente da marca por “limitação de espaço”, sendo que a escolha segue uma regra de “adaptação à sazonalidade”.

“Temos mais produtos de inverno, porque o norte é sempre mais frio e chuvoso”, detalha, A loja fica no número 107 da rua da Esplanada do Castelo e está a funcionar de segunda a sábado, das 10h30 às 19h30. Trata-se de um ponto de venda sem montra onde não há espaço nem tempo para rodeios, numa “ponte para o posicionamento da marca”. O azul mantém-se como um dos elementos distintivos, também visível nas lojas do Chiado e de Campo de Ourique. Também a dimensão se mantém a par com a dos restantes espaços lisboetas.

Ainda a cheirar a novo está a pop-up em Berlim, que abriu as portas esta sexta-feira, 3 de novembro. Uma consequência natural da ambição de internacionalizar a marca, aliada à procura intensa sentida nas vendas online.  Aliás, foi precisamente no digital que nasceu a Isto.

“A Alemanha, o Reino Unido e os EUA são os nossos principais mercados”, recorda a diretora de marketing. “Já tínhamos feito pop-ups em Londres e Berlim no verão. Agora tivemos a oportunidade de prolongar a estadia em Berlim e como fomos muito bem recebidos, continuamos.”

A história da Isto

Em julho de 2017, Vasco Mendonça — um dos autores de uma das páginas sobre futebol mais populares no Facebook, “Um Azar do Kralj” —, Pedro Palha e Pedro Gaspar juntaram-se para lançar a ISTO, uma marca masculina de T-shirts, camisas Oxford e tote bags feitas com materiais orgânicos.

Os três conheceram-se nesse ano, quando começaram a trabalhar juntos na Uniplaces. “Em conversa, percebemos que gostamos do mesmo tipo de roupa. Aliás, tínhamos uma insatisfação em comum: adorávamos as peças da marca americana Everlane, que não faz entregas para Portugal”, contou Vasco à NiT.

Quando ao nome, optaram por um acrónimo. As letras significam Independent, Superb, Transparent, Organic — ou seja, independente, magnífico, transparente e orgânico, os quatro pilares definidos desde o início.

A pop-up em Berlim fica aberta até abril

Na altura, a marca ficou conhecida pela transparência — no site tinham (e continuam a ter) os preços todos discriminados, desde o valor de produção aos custos do transporte e matéria-prima. Mais tarde, em 2018, os três amigos decidiram criar uma coleção feminina, com três peças. Uma experiência que, entretanto, abandonaram como lhe contámos.

Abriram o primeiro ponto de venda físico numa ampla sala do século XIX do Palácio Ribeiro da Cunha, no Príncipe Real, em Lisboa, a meados de dezembro de 2018. Seguiu-se um segundo em Campo de Ourique, em 2020, e uma terceira abertura na Rua Nova da Trindade, no Chiado, em 2021.

Relativamente aos preços, os valores variam entre os 38€, no caso das T-shirts, e os casacos de 245€. O novo lançamento também já está à venda no site da marca, entre o XS e o XXL, e cada par de calções custa 80€.

Carregue na galeria para ver mais imagens das novas lojas da Isto.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT