Lojas e marcas

O novo estúdio de joalharia permanente no Porto que quer “selar amizades”

Com a Forever Bond Studio, as amigas Bárbara e Leo pretendem "soldar" memórias através de pulseiras, anéis e colares.
É feito na hora.

A joalharia existe há milhares de anos. Antigamente, as joias eram criadas para fins mais práticos como segurar peças de roupa, por exemplo. Atualmente, são um acessório que pode complementar e elevar qualquer look. Estas peças podem vir carregadas de significado e servir para “selar amizades”, relacionamentos ou outra fase importante da vida.

Foi precisamente com isso em mente duas amigas decidiram lançar o projeto Forever Bond Studio, no início de fevereiro. Leo Ferreira tem 43 anos e é responsável pela marca de joalharia Peut-être, com peças sem género e de consciência ecológica, feitas à mão. “’Peut-être’ é uma expressão francesa que significa ‘talvez’. O desejo básico de proteção, prevenção e sorte está connosco há tanto tempo”, conta à New in Porto. Já Bárbara Oliveira, de 32 anos, detém a marca Lagosta Jewel, que vende peças com um design único. 

Amigas de longa data, decidiram juntar-se e, após meses de estudo e trabalho, lançaram uma marca de joalharia permanente, em prata e ouro. “Em apenas uma semana recebemos duas marcações para o fim de semana seguinte. Passado pouco mais de um mês, já soldámos mais de 500 pulseiras”, revelam.

O processo é bastante simples. O cliente pode agendar numa das aberturas de agenda que está disponível no site da marca. Depois, no próprio dia, basta escolher uma corrente e um pendente. Verifica-se se o tamanho da pulseira está confortável para os clientes, e se estiver, as duas amigas “soldam” a peça.

 
 
 
 
 
Ver esta publicación en Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Una publicación compartida de Forever Bond Studio (@foreverbondstudio)

 

“Na prática, não é verdadeiramente soldar com fogo, logo não implica qualquer tipo de perigo para o cliente”, explicam as fundadoras do projeto, acrescentando: “Se, por algum motivo, tiverem de cortar a corrente, nós voltamos a soldar de forma gratuita. E se tiverem de voar, não têm de tirar a peça, tal como acontece com os piercings”.

Apesar das amigas terem um pequeno atelier, o objetivo é estarem em pop-ups e mercados da cidade. “É também a nossa forma de apoiar e contribuir com o que é local e nacional”, defendem. Além disso, marcam presença em festas privadas, sejam elas aniversários, despedidas de solteira(o) ou até em casamentos.

As suas peças podem ser encontradas nos famosos mercados urbanos portuenses como o Ohana Market, na Praça das Cardosas, o Hard Club e também em lojas como Favo & Canela, Kuri Kuri, e Miano Studio, todas no Porto.

As responsáveis revelaram à NiT que estão a trabalhar para levarem o projeto para outras zonas do País, com algumas novidades, como novas correntes e pendentes. “Normalmente, quando recebemos um agendamento, não vem uma pessoa só. Podem vir em casal, amigos, em família. É uma forma especial e muito pessoal de ‘selar’, de certa forma, o amor e carinho nos mais diversos tipos de relacionamentos e achamos que é isso que traz magia para a nossa marca”, concluem.

Para além de oferecer o serviço de “soldar” pulseiras (a partir dos 20€), a marca dispõe também de anéis (15€), colares (35€ até 45 centímetros) e belly chains (45€). As pulseiras adaptam-se tanto ao pulso como ao tornozelo.

Carregue na galeria para ver o trabalho da Forever Bond Studio.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT