Lojas e marcas

Chegou o smartphone dobrável mais bonito de sempre — é uma verdadeira joia

O Huawei P50 Pocket é uma aposta irreverente que pode mudar a indústria e que elevará o estatuto a qualquer um que o usar.
Será difícil encontrar um smartphone mais bonito

Os criadores acreditam que tudo aquilo que usamos no dia a dia faz parte da nossa identidade e afirma o nosso estilo, por isso criam peças tão únicas e especiais. Se isso se aplica à roupa e acessórios, como os óculos de sol ou uma carteira que distiguem também o estatuto individual, por que não aplicar-se a um dos objetos que mais utilizamos, o telemóvel? Este dispositivo pode ser algo que vai além da utilidade e, também ele, transmitir quem somos, o nosso estilo, o status quo — e a Huawei concretizou-o.

A convite da marca, Iris Van Herpen foi a estilista escolhida para desenhar a versão premium do mais recente modelo: o inovador smartphone dobrável, Huawei P50 Pocket

Este será um nome sonante para os fãs de moda, em especial para os que acompanham a alta costura. A holandesa, de 37 anos, é conhecida pelas peças futuristas, onde o tradicional se cruza com a mais recente tecnologia, tanto na produção, como no desenho final. O seu trabalho levou-a ao mais elevado nível da moda em França e no mundo, e hoje eleva também o design noutras áreas, como é o caso.

A tecnologia de micro-escultura 3D permite a existência de um design realista do conceito de Van Herpen, que traz para a capa do telemóvel as sombras e texturas da terra, num resultado elegante e luxuoso. Este é o aspeto que salta logo à vista de quem pega no P50 Pocket pela primeira vez — além do facto de o telemóvel estar dobrado, um detalhe não tão pequeno que confere de imediato um estatuto de exclusividade a quem o tem.

Graças à dobradiça elegante e sem costuras, resultado de anos de investigação, este smartphone é super fino, não sendo visível qualquer espaço entre as duas partes quando está dobrado. Além disso, qualquer um ficará fascinado pelo suave ecrã de 6,9 polegadas, onde nem se nota a zona na qual o dispositivo dobra. Também a resistência é de elogiar, com a tecnologia que permite abrir e fechar o telemóvel vezes sem conta.

A marca levou anos a desenvolver um sistema de dobradiças de confiança

Uma galeria repleta de fotos cheias de estilo

Sendo uma peça utilitária mas também de estilo, o Huawei P50 Pocket não peca naquilo que a marca faz melhor: a imagem. Seja para fotografar os outfits do dia, as melhores festas ou o crescimento dos miúdos, este é o telemóvel mais cool de sempre. Com três câmaras — uma True-Chroma de 40 megapixéis, uma Ultra Grande Angular de 13 megapixéis e uma câmara Ultra Spectrum de 32 megapixéis — o resultado são imagens ainda mais claras e com detalhes matizados. O objetivo da marca é, em cada novo modelo, aproximar o resultado das câmaras àquilo que os nossos olhos veem. 

O extra nesta área é mesmo a possibilidade de tirar selfies com o telemóvel dobrado,  usufruindo da mais elevada qualidade das câmaras traseiras. Tem até a possibilidade de tirar fotografias com a grande angular (nunca mais ninguém ficará cortado numa selfie de grupo).

Ainda na imagem, este modelo introduz uma novidade útil que pode ser usada na aplicação Espelho: a deteção de proteção solar vai fazer a pele brilhar nas áreas onde tem aplicado protetor e, assim, perceber onde falhou. Com esta função, garante que não vai apanhar um escaldão em nenhuma zona. 

Tanto a câmara como o espelho funcionam no pequeno ecrã exterior do smartphone, onde é possível aceder ainda à música, ao calendário, ao tempo, ao mapa e, claro, receber todas as notificações, numa interação fácil e de ótima legibilidade, algo que quem já utiliza os smartwatches da marca está habituado. Com este ecrã, apenas passa a ser necessário abrir o telemóvel se pretender responder ou reagir a alguma das notificações que recebe, sendo possível até atender chamadas com o telemóvel fechado (a chamada é colocada em alta-voz neste modo).

Este é um smartphone relativamente fino e fácil de manusear — 7,2 milímetros quando aberto — e com um desempenho da bateria que não desilude, com uma duração que pode até ultrapassar um dia, dependendo da utilização, e um carregamento total em cerca de 40 minutos.

Se garantir o mais alto nível de estilo é mesmo uma premissa, ainda é possível aproveitar a campanha de pré-compra do Huawei P50 Pocket (1699,99€), a decorrer até dia 9 de fevereiro, que inclui de oferta outro produto da marca também indicado para as fãs de moda: os Huawei Freebuds Lipstick, que com a sua cor vermelho garrido e a caixa a imitar um batom têm o que é preciso para impressionar.

A partir de 10 de fevereiro já pode comprar o seu novo smartphone diretamente nos espaços comerciais.

Este artigo foi escrito em parceria com a Huawei.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT