Lojas e marcas

Criou os acessórios que Liliana Almeida usou — e agora lançou uma marca para noivas

Todas as peças são feitas à mão, em tamanho maxi, e provam que os complementos podem ser o destaque de qualquer festa.
Os brincos foram feitos por Joana.

As noivas pensam em todos os detalhes. Afinal, trata-se do dia que muitas mulheres idealizaram durante vários anos e todos os pormenores são importantes. Além do vestido, um dos símbolos da cerimónia, a azáfama inclui pensar no penteado, na maquilhagem e nos acessórios — e Joana Jorge, de 32 anos, sabe que os brincos podem fazer a diferença.

No dia 2 de fevereiro, a criativa apresentou ao público a marca Garota Portuguesa — Bridal & Party Concept. Se o nome não lhe estranho, há um motivo para isso: o projeto é uma extensão da marca original com o mesmo nome.

“Uma brincadeira que se tornou séria”. É assim que a fundadora define o negócio com peças feitas em massa fimo e uma identidade mais casual. Em pouco tempo depois da sua criação, em maio de 2021, os modelos foram vistos em várias personalidades da televisão portuguesa, entre elas Raquel Tavares, Diana Chaves, Vera Koloddzig e Ana Marques.

Apesar do sucesso rápido, a fundação da marca foi menos linear. Antes da Garota Portuguesa, existia a Indigo Creations, um nome que abandonou por pertencer a outro projeto. “Comecei a fazer roupa para crianças porque estava grávida”, conta à NiT a jovem formada em Sociologia. “Só depois percebi que trabalhar sozinha é muito complicado e desisti.”

Quando a filha nasceu, em plena pandemia, a necessidade de se expressar criativamente agudizou-se. Começou a fazer umas brincadeiras com massas, das quais nasceram os brincos, e quis dar um nome ao projeto: “Era apenas uma garota e queria dar algum título nacional que representasse todas nós, as garotas portuguesas.”

Neste momento, já soma quase 10 mil seguidores na página de Instagram, uma popularidade que começou com a fadista. Raquel Tavares usou várias peças suas e chamou à atenção para os modelos maxi e originais da marca.

Do seu casamento ao visual de Liliana Almeida

No dia do seu noivado, Joana fez os seus próprios acessórios. Usou uma bandolete com flores a combinar e, a partir daí, começou a interessar-se pelo mundo bridal. Quanto mais pesquisava sobre este universo, começou a conhecer profissionais do setor: “Surgiu o desafio de uma marca portuguesa de vestidos, para uma colaboração e foi o ponto de partida”, recorda.

Porém, a sua oportunidade mais mediática foi quando Liliana Almeida usou as suas peças no casamento com Bruno de Carvalho, antes de prolongar a marca. A fundadora recorda: “Mandei-lhe os brincos quando estava no ‘Big Brother’ e outras colegas da casa [Catarina Siqueira e Marta Gil] gostaram. Quando saiu, pedia-me acessórios para todos os eventos.”

Durante a cerimónia, transmitida em televisão, voltou a receber o convite. Enviou várias sugestões e, mesmo os que não foram escolhidos por Liliana, acabaram por ser vistos nas damas de honor, por exemplo.

“Achei que os conceitos não conjugavam na mesma página e criei a Bridal and Party Concept, sempre com o mesmo material”, conta. Todas as peças são feitas à mão, pétala a pétala. Um par de brincos exige um dia inteiro de trabalho no atelier que montou em casa.

Um novo conceito

Ambas as marcas são marcadas por linhas contemporâneas, mas a original foca-se em artigos casuais para o dia a dia. É mais colorida e pautada pela alegria, enquanto a nova aposta foca-se nos tons de branco, dourado e prata. Acaba por ser mais contida nas cores, mas não no tamanho.

O que me destaca é fazer brincos grandes e as espanholas adoram”, refere. “Criei um negócio para o público nacional, mas que conquista mais as nossas vizinhas. As portuguesas são mais discretas.”

Com o lançamento da Bridal and Party Concept, também tem sentido mais reconhecimento. “Ao focar-me num nicho, e ao elitizar, noto que as marcas e os setores ligados ao segmento dos casamentos dão mais crédito ao meu trabalho. Antes, não notava tanta adesão.”

A nova coleção já está a ser desenvolvida, que será marcada pela inspiração floral. Conte com brincos com um design exuberante, que  destacam para “enaltecer a figura feminina.”

Outra das diferenças entre os dois conceitos também passa pelo valor e pelo processo de envio. Na marca original, as peças são mais acessíveis, custando em média 25€. Já os valores das novas criações podem chegar ais três dígitos: “há outro cuidado, a embalagem é mais personalizada e envio sempre uma carteira com o nome da marca”, frisa.

Uma vez que não tem stock, e o atelier ainda é pequeno, a marca funciona apenas por encomendas através da página de Instagram. Desta forma, segundo a própria, não gasta material em peças que ficam por vender.

Carregue na galeria para ver mais alguns acessórios de festa da Garota Portuguesa — Bridal & Party Concept.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT