Lojas e marcas

Dos bebés aos teenagers: os presentes certos para toda a gente estão no Continente

No catálogo de brinquedos da marca encontra sugestões para todos os gostos e idades. E aos melhores preços.
Brincar dá asas à imaginação.

Há quase 65 anos que brincar é considerado um direito da criança, segundo a ONU. Além de serem uma fonte de diversão, os brinquedos estimulam o desenvolvimento cognitivo e motor das crianças de forma natural. Por outro lado, todo o ambiente de faz de conta, ajuda-as a desenvolverem as suas capacidades intelectuais, criativas, imaginativas e representativas.

“Brincar é uma das atividades mais importantes para a criança. Permite tomar conhecimento do mundo e do meio que a rodeia, desenvolver as capacidades auditivas, visuais e sensório-motoras e facilita o desenvolvimento de relações sociais e apreensão dos valores da sociedade. Por outro lado, a criança também desenvolve as suas capacidades intelectuais, criatividade, imaginação, sentido figurativo e representativo”, de acordo com as indicações da Ordem dos Enfermeiros.

Na hora de fazer as compras de Natal, é importante ter em consideração a indicação de idades de cada brinquedo. Isto porque cada faixa etária tem necessidades e desenvolvimentos específicos, e tendo esse fator em atenção, está a oferecer um presente adequado à criança e à fase de crescimento em que se encontra. Mas não se preocupe que na secção de Brinquedos do Continente, não vão faltar opções de presentes para todas as idades.

Durante os primeiros meses de vida, não há dúvidas de que o que interessa aos pequeninos são os objetos coloridos e as texturas que promovem a descoberta dos sentidos. Na fase do desenvolvimento da motricidade, tudo aquilo que seja maleável ou emita sons, é o que mais chama à atenção e gera maior diversão. Brinquedos como rocas, ou peluches dinâmicos e musicais são sempre uma boa aposta para os miúdos até aos dois anos.

A partir do ano seguinte, os miúdos deixam de gostar de ser tratados como bebés e começam a preferir brinquedos que lhes permitam entrar no mundo do faz de conta. Descobrem o sentido da partilha e da interação. Por isso, brincar com bonecas ou com atividades que estimulem as competências sociais e criativas tornam-se nas suas atividades favoritas. Os puzzles e os brinquedos alusivos aos desenhos animados mais populares, por exemplo, resultam sempre em euforia no momento de desembrulhar os presentes.

Para incentivar de forma lúdica a curiosidade e estratégia dos miúdos, os jogos que promovem a interação social e o raciocínio são perfeitos para a faixa etária dos seis aos oito anos. Na zona de brinquedos do Continente, encontra uma vasta oferta de jogos e atividades dinâmicas para os miúdos. E claro que há jogos que já são um êxito, como o Headbanz, Twister ou o Mentiroso. Difícil vai ser escolher apenas um.

É certo que brincar não tem idade. Mas não é novidade que na cabeça dos pequenos teenagers, eles já são aprendizes a adultos e gostam de ser tratados como tal. Por isso mesmo é que procuram atividades que estimulem o sentido de responsabilidade e de autonomia. Logo, dizem os especialistas, a melhor aposta para esta faixa etária são sem dúvida os jogos de estratégia, desafios e construções. O Monopoly ou o Party & Co. são garantidamente um sucesso nestas idades.

Carregue na galeria para conhecer algumas sugestões de presentes que pode encontrar para qualquer idade nas lojas Continente.

ver galeria
Este artigo foi escrito em parceria com o Continente.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT