Lojas e marcas

El Corte Inglés prepara encerramento de lojas e saída de três mil funcionários em Espanha

As alterações não vão afetar a operação em Portugal, garante fonte do grupo à NiT.
Muita gente vai ficar sem trabalho.

Em 2020, o El Corte Inglés registou perdas de cerca de 500 milhões de euros. Tudo por causa da pandemia de Covid-19, que obrigou ao encerramento compulsivo de muitos dos centros comerciais do grupo. Agora, o conselho de administração do gigante espanhol do retalho anunciou que vai pôr em marcha o maior plano de reestruturação da sua história.

De acordo com o jornal “El Confidencial”, esta reestruturação vai passar pelo encerramento permanente de vários espaços da cadeia e pela dispensa de cerca de três mil funcionários do grupo. O objetivo, adianta o jornal, é reduzir as perdas nas lojas físicas, mas também realizar um reforço na aposta dos canais de vendas online do El Corte Inglés, para fazer face aos desafios que a pandemia coloca.

As saídas previstas de funcionários representam cerca de 4 por cento de todos os funcionários do grupo. Das três mil pessoas que serão dispensadas, 2.500 trabalham em centros comerciais El Corte Inglés e 500 pertencem à área administrativa.

À NiT, fonte oficial do El Corte Inglés assegurou que o plano de reestruturação agora apresentado diz respeito apenas à operação em Espanha. Ou seja, não está previsto o encerramento de espaços ou a dispensa de colaboradores em Portugal.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT