Lojas e marcas

Em julho há muitas compras online que devem ficar mais caras

Nova legislação na União Europeia traz regras novas (que poderão refletir-se nos preços).
Novas regras em vigor a 1 de julho.

Se costuma fazer compras em sites como o Wish ou Alibaba, é possível que se depare com subidas de preços já a partir da próxima quinta-feira, 1 de julho.

É a partir dessa data que as importações de qualquer mercadoria para Portugal passam a pagar IVA, independentemente do valor. Na prática, isto quer dizer que a isenção de IVA, para compras fora da União Europeia (UE), até 22€, vai terminar.

As novas regras do IVA para o comércio à distância e plataformas eletrónicas foram pensadas ao nível da União Europeia (UE). O comércio online, que já estava a crescer ainda antes da pandemia, aumentou o seu volume de negócios no último ano. Para a UE, esta é uma oportunidade de uniformizar os procedimentos entre os diferentes países comunitários, Portugal incluído. Isto traz mudanças que se poderão sentir no preço mas não só.

Em alguns sites de vendas online, os consumidores poderão ter a opção de pagar o IVA no momento da compra. Nos casos em que tal não se verificar, será necessário desalfandegar. No seu site, os CTT explicam que “o IVA e/ou direitos aduaneiros poderão continuar a ser liquidados à entrada em Portugal, devendo os consumidores acompanhar o processo de no Portal de Desalfandegamento dos CTT.

Para enquadrar a nova regra, os CTT asseguram que o processo de desalfandegamento “será mais simples, envolvendo maior automatização, e o preço dos serviços de apresentação à alfandega será mais baixo”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT