Lojas e marcas

Esta marca portuguesa doa 10% das vendas para apoiar a comunidade LGBTQIA+

A Wonther já esteve em destaque na "Teen Vogue" e no "The Guardian" por querer tornar a indústria da joalharia mais sustentável.

É uma marca que tem sido cada vez mais falada no mercado nacional e até mesmo lá fora. Em setembro do ano passado, a Wonther até esteve em destaque num editorial da revista norte-americana “Teen Vogue”, que se focou na luta para tornar a indústria da moda mais ética e sustentável. O jornal britânico “The Guardian” também mencionou a Wonther numa lista com os dez pendentes mais sustentáveis da indústria. O artigo foi publicado em novembro de 2020. 

Agora, voltou a provar que é um projeto de causas. A 8 de junho, os responsáveis anunciaram que durante todo o Pride Month, 10 por cento da faturação será doada para promover a igualdade e proteção dos direitos das pessoas da comunidade LGBTQIA+.

Até ao fim do mês, os fundos desta ação serão doados à Associação Plano i, uma organização fundada por cinco mulheres que está empenhada em promover a igualdade através da difusão de discursos e da concretização de práticas de inclusão.

Olga Kassian, fundadora da Wonther, explica tudo: “Temos a responsabilidade social de levar a cabo ações que não chamem apenas a atenção para os problemas sociais, mas que também contribuam financeiramente. Numa altura em que as desigualdades de género estão cada vez mais expostas, tenho muito orgulho em juntar-me à Plano i para levar a cabo esta ação e, assim, podermos investir numa sociedade mais empática e humana”.

Através da conta de Instagram da marca, também vai poder acompanhar ao longo do mês conversas em direto para alertar para os direitos desta comunidade, enquanto ouve testemunhos e histórias de quem luta contra a homofobia e a transfobia. As peças de joalharia estão todas à venda na loja online.

Entretanto, a Wonther vai estar em novembro e dezembro deste ano em montra dupla na loja do MAAT e na da Central Tejo para a segunda edição de uma iniciativa realizada em parceria com a Associação de Ourivesaria e Relojoaria de Portugal Museu da Arte, Arquitetura e Tecnologia, em Lisboa. Chama-se “Rething. React. Reshape” e quer lançar um apelo a repensar, agir e mobilizar sobre novas práticas de sustentabilidade na produção e consumo, de forma a reduzir o desperdício e o impacto da indústria no meio ambiente.

Todas as peças da Wonther são certificadas pelo Responsible Jewellery Council (RJC), fazendo dela uma das únicas três em Portugal com o selo que garante a utilização de materiais inteiramente responsáveis, ética e ambientalmente. Todos os materiais usados no projeto são 100 por cento reciclados. Para saber mais sobre esta marca portuguesa, leia o artigo da NiT.

A seguir, carregue na galeria para conhecer também a nova linha em prata natural da Wonther.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT