Lojas e marcas

Experimentei o novo Huawei Watch 3 — e agora não consigo viver sem um smartwatch

O relógio permite receber chamadas, mesmo quando estamos a correr ou nadar, e chega a ter 14 dias de autonomia. É simplesmente fabuloso.
É o complemento perfeito ao smartphone.

Até ao dia em que experimentei pela primeira vez um smartwatch, considerava-me a pessoa mais teimosa do mundo no que respeita à aceitação de novas tecnologias. Em minha defesa, é de família. Mas o Huawei Watch 3 mudou a minha vida para melhor e isso foi razão suficiente para me render ao mundo dos wearables, que tem tudo para nos facilitar o dia a dia e ajudar-nos a definir objetivos e conseguir cumpri-los.

Até há uns dias, um relógio tinha de ter uma única e simples tarefa – dizer-me as horas. Agora já não é assim. Quero que ele me mantenha conectada 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem ter de andar sempre com o meu telemóvel na mão, que monitorize a minha saúde, me ajude a praticar mais desporto e, se não for pedir muito, que me permita atender ou fazer chamadas diretamente através dele.

Felizmente, tudo isto e muito mais é possível com o Huawei Watch 3, um smartwatch que conta com o mais recente sistema operativo multidispositivo da marca, o HarmonyOS, desenvolvido para nos proporcionar as melhores e mais inteligentes experiências, nas mais variadas situações. E não é que consegue mesmo? 

Para lhe poder contar a minha experiência com este relógio super tecnológico, a Huawei desafiou-me a usar o dispositivo (o modelo Watch 3 Active) durante sete dias. De 14 a 21 de setembro coloquei-o no pulso e não o tirei mais – só mesmo para o carregar. O primeiro dia funcionou como um período de teste, em que explorei tudo o que era possível fazer com ele.

Comecei por emparelhá-lo com o meu smartphone Huawei, através da app Saúde. É lá que podemos ver todos os relatórios completos das análises feitas pelo relógio, receber dicas personalizadas, consultar o progresso dos treinos, mudar o design dos mostradores, entre muitas outras coisas.

Com um ecrã arredondado e um acabamento circular, o Huawei Watch 3 é um acessório que nos dá um look clássico e, ao mesmo tempo, descontraído. O relógio pode ser controlado através do seu ecrã tátil, do botão lateral e da coroa rotativa 3D que facilita todo o processo – basta rodá-la para navegar entre as funcionalidades apresentadas no ecrã e, por exemplo, ajustar o volume. Graças ao seu reconhecimento tátil de alta precisão, é mesmo possível aumentar ou diminuir o zoom das imagens e fazer scroll no menu de forma fácil e rápida.

Um ecrã elegante e colorido.

Uma das grandes novidades do Huawei Watch 3 é o facto de não ser apenas um acessório para o smartphone, já que pode ser utilizado de forma 100% independente. É verdade, posso confirmar: ao ativar a funcionalidade de eSIM é possível fazer chamadas, ouvir música, ler mensagens e emails sem estar conectado ao telemóvel. No segundo dia com o relógio, assim que saí do trabalho, decidi fazer uma caminhada pela cidade e deixar o telemóvel em casa. Sempre que alguém me ligava, conseguia atender as chamadas através do smartwatch. Uau.

O relógio é tão espetacular que pode ser utilizado para consultar rapidamente o estado do tempo ou a bolsa de valores, verificar os horários dos aviões quando viaja ou fazer alguma tradução em tempo real. E se quiser também pode utilizar o equipamento para registar memórias de voz. Tem centenas de apps disponíveis para descarregar diretamente através da AppGallery – só precisa de escolher as suas favoritas. Eu, por exemplo, descarreguei uma app para poder responder às mensagens que recebo diretamente através do Huawei Watch 3.

A sua saúde é controlada diariamente

O Huawei Watch 3 recorre à inteligência artificial para registar tudo aquilo que precisamos de saber: conta passos, mede a frequência cardíaca em tempo real, 24 horas por dia; mede distâncias, tempos e calorias gastas; monitoriza os diferentes tipos de sono, desde o mais ligeiro ao mais profundo; controla os níveis de stress ao longo do dia e envia alertas caso esteja acima do seu nível normal; e ainda inclui mais de cem modos de treino, com uma grande variedade de desportos radicais e ao ar livre.

Entre as grandes novidades deste smartwatch, além da monotorização contínua de bem-estar e fitness e da alargada autonomia da bateria, está a utilização de um sensor de medição da temperatura corporal e outro de monitorização da saturação de oxigénio no sangue – o SpO2. O objetivo é controlar a nossa saúde em tempo real e prevenir possíveis problemas futuros. Estas medições são automáticas e o seu controlo é feito 24 horas, independentemente de estarmos a trabalhar, a fazer exercício ou a dormir.

Coisas simples que aprendi com o meu Huawei Watch 3: tenho mesmo de tentar stressar menos, arranjar novas formas para conseguir um sono mais profundo (uma dieta apropriada, por exemplo) e tentar fazer uma caminhada ou uma corrida todos os dias para atingir os 10 mil passos diários.

E como nunca se sabe quando é que pode aparecer uma emergência, qualquer sensação de queda faz com que o Huawei Watch 3 passe imediatamente para o modo de emergência e alerte o seu contacto pré-definido. Também pode ligar imediatamente para os serviços de emergência e pedir ajuda o mais rapidamente possível. 

Mais de cem modos de treino e exercício

Quer seja um desportista ocasional como eu ou um verdadeiro profissional, este relógio tem tudo para ser um ótimo parceiro. A mim até me incentivou a ir correr, veja bem. Mas o Huawei Watch 3 é um verdadeiro PT, cheio de modos de exercícios e desportos dos mais simples aos mais radicais. Pode contar com cem modos de desporto: 19 deles profissionais, para exercícios de interior e ao ar livre; e 85 modos personalizados, com deteção automática para os 6 tipos de exercícios mais comuns. 

Não, não é apenas natação ou corrida. Falo também de ski cross country, escalada, remo, surf, ténis, snowboard ou driving range de golfe. Tudo o quiser, onde quiser. Além destes modos de desporto, o relógio inclui vários desportos radicais, atividades de lazer, desportos aquáticos ou desportos com bola e de neve. No fim de cada treino, pode simplesmente ir à app Saúde, consultar o relatório completo, ver as calorias que gastou e compensar no jantar de sábado. Eu fiz isso, sim, admito.

Múltiplas opções de mostradores

Esta linha de smartwatches está disponível em três versões – Huawei Watch 3 Active, Huawei Watch 3 Classic e Huawei Watch 3 Pro Elite. Todos os relógios têm um painel de vidro ultra curvo e uma vasta seleção de mostradores com novas opções de personalização e novos temas, como: tecnologia, jogos (sim, eu jogo pinball no ecrã do relógio) e vídeos curtos.

Uma das grandes inovações deste smartwatch é a possibilidade de transferir imagens ou vídeos diretamente do smartphone para o relógio. Com esta função, pode personalizar de forma fácil e rápida o mostrador do seu relógio – eu optei por uma foto que tirei ao mar das praias do Algarve para me inspirar todos os dias. Além disso, é possível escolher diferentes layouts que permitem ver o estado das marés, as constelações e as fases da lua, para estar todos os dias em contacto com os elementos da natureza.

Unindo a elegância à inovação, os mostradores podem também ser combinados com braceletes de fluoroelastómero na versão Active; couro na versão Classic; ou titânio no modelo Pro. O objetivo é ajudá-lo a escolher o que mais gosta e que irá combinar na perfeição com a maioria dos seus looks.

Não menos importante de referir é a duração de autonomia destes smartwatches. É que eles podem estar ligados até três dias no modo smart (utilização normal) e até 14 dias em modo de poupança de energia. Valores que passam para cinco dias e até 21 dias no modelo Pro. O Huawei Watch 3 tem um incrível processador duplo para melhorar o seu desempenho. Tem, assim, uma autonomia de bateria capaz de suportar a monitorização de saúde e fitness com uma só carga.

Pode comprar as diferentes versões do relógio da Huawei através da loja online da marca – o modelo Active custa 369,99€; o Classic 429,99€; e Pro (Elite) 599,99€. 

Este artigo foi escrito em parceria com a Huawei.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT