Lojas e marcas

Freani: a marca de roupa com as mensagens bordadas mais inspiradoras

A versatilidade e a inspiração feminina estão na base dos vestidos, que deixam qualquer mulher mais feliz.
A filosofia da marca prende-se com o valor humano.

Uma das melhores partes de ter uma peça de roupa no nosso armário passa por olhar para ela e ver algo especial. Naquele bocado de tecido podem estar presentes memórias que vivemos, motivos que nos transmitam conforto ou histórias associadas à sua criação, nomeadamente em produções nacionais. Estas histórias podem não ter sido vividas por nós, mas começam a fazer parte da nossa vida a partir do momento em que a decidimos comprar.

A marca portuguesa Freani é um sonho antigo de Helena Gomes que, aos 40 anos, se lançou num trabalho distinto daquele que desenvolve a tempo inteiro. O seu percurso profissional passa pela Segurança e Saúde no Trabalho, mas ainda existia uma necessidade enorme de explorar outro lado seu. “Como o meu percurso sempre foi a base da legislação, a criatividade fez-me falta”, conta à NiT. Tirou algumas formações de costura e, em meados de 2021, lançou a sua marca de vestuário e acessórios.

“O nome Freani tem a ver com a minha maior inspiração, os meus dois filhos, a Frederica e o Francisco. É a junção do nome deles os dois. E a própria palavra Freani tem o F de feminino, R de resiliente, E de elegante, A de autenticidade, N de nacional e I de intemporal. O nome é o conceito da marca”.

Também a versatilidade das peças se assume como o principal conceito do projeto. Tanto os vestidos como as blusas apresentam mangas que saem e podem ser ajustadas, transitando entre o verão e o inverno. Nos acessórios que estão à venda, como as carteiras, o caráter transformativo passa por serem usadas como mochila ou carteira de mão, com o próprio forro a sair.

A força da mulher

Um dos traços que mais distinguem a marca é passa por uma mensagem bordada, destinada a cada mulher, enaltecendo e a beleza feminina. “As peças são referentes a pessoas que me inspiram bastante, sendo que a primeira coleção foi em nome das minhas avós e da minha mãe”, explica. Através de expressões como “a voz do amor é o gesto”, que ouviu a sua avó dizer ao longo da sua vida, as peças são recortes das memórias que estas figuras gravaram na vida de Helena.

Com o lançamento de novas coleções, as frases passaram a incluir mensagens que remetem para as cunhadas, as afilhadas e as sobrinhas. A fundadora da Freani coloca um pouco de si e das pessoas que fazem parte da sua vida na roupa, apostando no valor afetivo do vestuário e passando este tom emocional às clientes.

São as mesmas mulheres que dão nome à peça, não fosse a figura feminina a força motriz do negócio. E, se esta é uma presença que faz parte do core da marca, a mesma estratégia é aplicada nos ensaios fotográficos das coleções.

“As pessoas que aparecem nas fotografias fazem parte da minha vida. Uma das pessoas, a Rita, é a proprietária da fábrica [onde produzo] e desafiei-a a ser fotografada. Outra pessoa é a minha primeira cliente, que aceitou fazer parte desta última coleção”. É um percurso que, segundo a própria, pode ser definido como muito humano.

“Resiliência”, a nova coleção

A 25 de abril foi lançada a mais recente coleção, intitulada “Resiliência”, que se foca sobretudo nos vestidos. Como as peças são intemporais, há uma continuidade em relação às anteriores. As mangas, por exemplo, continuam a ser amovíveis. No caso dos bordados, que faziam parte do interior da peça para a mensagem ser apenas para quem a vestia, a estratégia mudou. “

As pessoas pediam-me, pela mensagem ser tão bonita, para que outras pessoas pudessem ver e ficar com um sorriso na cara. Os bordados tornaram-se visíveis e estou a conseguir passar a mensagem para quem vê”, explica.

É numa pequena fábrica em São Mamede, junto a Fátima, que tudo é produzido. A fundadora opta por criar todos os modelos e por fazer da seleção dos tecidos uma responsabilidade sua: “Gosto muito de fazer a parte criativa. É o que mais me inspira”. Os protótipos são, também eles, feitos por pessoas que conhece, numa comunidade local em que 90% da equipa são mulheres.

A curto prazo, a Freani pretende ainda lançar um site que possa facilitar a experiência de compra das clientes, apesar de reduzir as mensagens personalizadas. “Quero continuar a fazer aquilo que eu gosto, porque faço isto de coração e não é a minha profissão”, sublinha Helena. “É outro bebé que eu tenho”.

Enquanto o site oficial da marca não é lançado, pode conhecer mais sobre a Freani no Instagram da marca. Carregue na galeria para conhecer alguns dos vestidos da nova coleção, com os preços a rondarem os 130€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT