Lojas e marcas

Frederico ajudou a avó de 76 anos a realizar o sonho de abrir uma loja online

O neto publicou um vídeo viral que já soma 2 milhões de visualizações. “Não acreditava que os outros iam gostar”, conta Elvira.
A marca foi lançada em dezembro.

Muitas vezes, os avós têm um papel essencial nos cuidados dos netos. Com o passar do tempo, surge a vontade de retribuir esse amor. É o caso de Frederico Lopes que, entre passeios de autocaravana a viagens, tenta animar os dias da avó com aventuras. Estavam a andar de balão de ar quente, no Alentejo, quando decidiu que ia realizar o maior sonho da matriarca.

Elvira Lopes, de 76 anos, sempre quis abrir uma loja online. Após a viagem, o jovem publicou um vídeo no TikTok onde mostrava as peças em croché e macramé que ela fazia. Atingiram 2 milhões de visualizações e, em dezembro de 2022, nasceu a marca Viralinha —uma brincadeira com o nome da idosa, o trabalho com linhas e a esperança de que se tornasse viral.

“O Frederico acompanhava-me sempre nas férias da escola, quando eu colaborava numa fábrica de azulejos. Via-me a pintar e gostava muito”, explica a criativa, que sempre se dedicou às artes. Atualmente, é professora na Universidade Sénior da Ajuda, onde continua a dar aulas de pintura.

@viralinha

Vamos provar que tudo é possível! #smallbusiness #pequenosnegocios #macrame #viralinha #avo #RealTalkWithCharmee

♬ Countless – Official Sound Studio

O neto cresceu, mas o encanto não diminuiu. À medida que via os quadros, bordados ou outras artes decorativas de Elvira, lamentava não terem mais visibilidade. Nas visitas regulares à casa da avó, foi prometendo que a ia ajudar a ter mais alcance — mas a falta de tempo levou o empresário e DJ a adiar.

“Há seis anos, cheguei a abrir uma página de Instagram. Meti tudo sem critério, incluindo vários quadros, e teve pouco impacto”, recorda o jovem. “Agora, com mais experiência digital, disse que íamos fazer algo em condições e registar a marca.”

Numa primeira fase, a dupla tentou perceber que artigos estão a funcionar no mercado. Focaram-se num segmento que tem estado na moda desde os confinamentos, as artes de entrançado. O saco colorido, feito em croché, já é o produto mais vendido.

De fora do negócio, ficaram os quadros que a sénior gosta de pintar, “porque as pessoas são de nichos”. Mas isso não significa que, mais tarde, não criem outra marca para mostrar outro dos seus talentos.

Até o avô de Frederico, “uma pessoa mais cética”, tem ajudado no lançamento. É ele que tira todas as fotografias, além de imprimir as etiquetas para a rotulagem: “No início, não acreditava [na ideia], mas está a adaptar-se. Sinto que em breve, vamos ter uma pessoa nova”, explicam.

Frederico com os avós.

Entre as aulas na universidade e os momentos para descansar, Elvira tem dedicado cada vez mais tempo ao projeto. Devido à idade, contudo, não consegue fazer a mesma atividade durante horas: “Esta última semana, com tantas encomendas, pensei que não conseguia, mas fiz o sacrifício e dediquei todas as tardes e algumas noites a fazer mais peças.”

O motivo da procura ter aumentado foi um novo vídeo, publicado a 2 de março. Desta vez, a idosa aparece a entregar as primeiras encomendas nos correios. O seu rosto não esconde a animação.

“Estava surpreendida. Acho que não acreditava que os outros iam gostar. Ao mesmo tempo, senti felicidade por estar com o meu neto, de ter a sua companhia e estarmos sempre de acordo. Acho que o avô tem um bocado de ciúmes”, brinca.

Com tantos pedidos, as encomendas começam a ficar em atraso. Por enquanto, a dupla ainda está a tentar perceber se o sucesso é algo temporário ou se, a curto prazo, os clientes vão continuar a aumentar. Se for o caso, vão repensar o modelo de produção.

“Se a avó não chegar para a demanda, ou se ajusta o preço, para controlar as compras, ou arranjamos alguém para a ajudar”, conclui Frederico. “Isto é mais por amor à arte do que um negócio para fazer dinheiro. Mas ela tem uma veia empreendedora e vai levar isto a sério.”

Se quiser acompanhar o trabalho de Elvira, pode seguir a página de Instagram ou o perfil de TikTok da Viralinha. Pode comprar os artigos no site da marca, entre os 5,99€ e os 49,99€. Carregue na galeria para ver algumas das peças que pode comprar.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT