Lojas e marcas

Há uma nova marca de roupa unissexo confortável para os miúdos vestirem no confinamento

A Pisculini tem propostas até aos 6 anos que podem ser passadas de criança em criança.
As entregas são gratuitas a partir de 75€.

Imagine o athleisure adaptado a miúdos pequenos, que ainda têm aqueles pneuzinhos nas pernas que deixam todos os pais babados. No final de 2020, a Pisculini lançou no mercado português uma linha de roupa a pensar nas crianças, mas com a estética cool e unissexo com que as it girls inundaram o Instagram nos últimos meses.

São sweaters e joggers em tecidos monocromáticos muito cool, mas em ponto pequeno, para miúdos entre os três meses e os seis anos. O projeto de mãe e filha nasceu num atelier familiar com mais de 23 anos de atividade, que se foca  com tecidos de malha e confeção de peças confortáveis.

Paula Martins, de 48 anos, e Tânia Morais, de 30, são de Freamunde, uma pequena cidade no norte de Portugal. É Tânia, a filha, quem desenha as peças e as testa juntamente com a mãe, Paula, que as produz totalmente à mão no seu atelier. “Sempre que precisamos de serviços extra, como um bordado ou a casa de um botão, recolhemos a retalhistas da região”, explicam à NiT.

Depois de ser mãe da pequena Alice no final de 2019, Tânia percebeu que estava na altura de se lançar num novo desafio profissional. “Sou uma mãe prática, gosto de ver a minha filha vestida com roupa confortável e simples”, começa por recordar. Em inícios de 2020, juntou-se à mãe para idealizarem uma marca de roupa de criança com peças confortáveis, práticas e sem género.

pisculini
As propostas são entre os 3 meses e os 6 anos.

“Damos prioridade ao uso de algodão orgânico”, conta, acrescentando: “Queremos trabalhar o nosso projeto numa direção sustentável, desde os sacos de pano feitos por nós a partir de desperdício de tecido — onde seguem as encomendas — às nossas próprias peças, cujo desperdício tentamos evitar no momento do corte.”

Este projeto familiar foca-se, assim, em criar roupas que possam passar de miúdo para miúdo numa lógica de economia circular, sejam meninos ou meninas. “O que mais queremos é ver as crianças felizes”, refere Tânia.

O nome da marca foi escolhido quase como uma private joke. “O pai da Alice está sempre a criar nomes do nada para lhe chamar. Pisculini foi um deles”, revela. Agora, as criadoras do projeto dizem que estão “recheadas de Pisculinis” que vestem as suas roupas.

Paula teve de deixar a escola para começar a trabalhar desde cedo na área da costura. Tânia estudou Gestão de Atividades Turísticas no ISCAP e é maquilhadora profissional. Antes de lançar o novo projeto, estava focada a 100 por cento no seu estúdio de maquilhagem. Entre as peças que criaram juntas para a Pisculini, destacam o body Nicolau e as jardineiras João.

Os bodies, camisolas oversized, calças, fofos, jardineiras, conjuntos e cuecas estão todos à venda através da loja online da Pisculini, com preços que variam entre os 13,50€ e os 35€. As entregas são sempre gratuitas para valores até 75€ (para valores inferiores, acrescenta um custo de 5€ em Portugal e 10€ para o resto da Europa). Até 31 de janeiro, há 20 por cento de desconto em toda a coleção.

pisculini
Está tudo à venda na loja online.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT