Lojas e marcas

H&M vai sair definitivamente da Rússia

É mais um grande grupo a deixar o país devido à guerra com a Ucrânia. As lojas serão reabertas, mas apenas para escoar o stock.
A saída será feita de forma gradual.

A sueca H&M foi a última multinacional a anunciar a saída da Rússia. Em março a cadeia de fast fashion encerrou todas as lojas no país. Agora, quatro meses depois, surge o anúncio de que irá liquidar toda a operação em território russo. A retirada será feita de forma gradual.

Esta segunda-feira, 18 de julho, a marca anunciou que irá reabrir algumas lojas temporariamente. O objetivo é apenas escoar o stock disponível. “Após uma reflexão cuidadosa, concluimos que é impossível continuar os nossos negócios na Rússia tendo em conta a situação atual“, explicou em comunicado Helena Helmersson, presidente executiva do grupo, aqui citada pelo “Expresso”.

Esta saída do mercado russo vai custar mais de dois mil milhões de coroas suecas, cerca de 189 milhões de euros, à H&M. Ainda não foi anunciada quando será a saída em definitivo, nem quando será feita a reabertura de algumas das lojas do grupo no país.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT