Lojas e marcas

“I’m Possible”: chegou a série da Adidas sobre mulheres que alcançam o impossível

A marca desportiva renova a missão de apoiar o lado feminino do desporto — e não só.
Jessamyn Stanley é uma das atletas desta campanha

Se nada é impossível, como afirma a Adidas, há muitas mulheres a prová-lo. Porém, nem sempre são reconhecidas. O desporto feminino está em ascensão e a ganhar cada vez mais destaque na comunicação social, mas ainda há muito caminho por fazer. A pensar nos obstáculos que as mulheres enfrentam, em campo ou no dia a dia, perante as desvantagens de uma condição que não pediram ou controlam, a marca desportiva volta a reforçar a sua missão nesta área.

“I’m Possible” é a série de vídeos, disponível desde segunda-feira, 14 de fevereiro, que conta histórias inspiradoras de mulheres cujos nomes hoje são reconhecidos em todo o mundo, como a jogadora de vólei Tifanny Abreu, a jogadora de basquete Asma Elbadawi, a modelo Ellie Goldstein, a atriz HoYeon, a corredora Fátima Ibrahimi, a skater Momiji Nishiya e a professora de ioga Jessamyn Stanley.

“Dizem-me que não pareço uma atleta. Pois estão completamente errados. O meu corpo é forte e flexível e percebi que quanto mais o mostro, mais força dou aos outros”, defende a praticante de ioga.

Do peso à cor de pele, passando pelos “desportos de meninos”, cada uma destas mulheres quebrou barreiras na sua área e a Adidas está ao lado de todas elas para quebrar as que ainda faltarem, inspirando milhões a fazerem-no também.

“Vemos o seu poder, celebramos as possibilidades que veem, compartilhamos o otimismo com que aproveitam as oportunidades. Este é o nosso apelo a todas as mulheres: continuem a tornar o impossível possível todos os dias. A Adidas continuará a ser a vossa aliada, através da inovação dos nossos produtos, parcerias e em todas as dimensões do desporto”, afirma Vicky Free, diretora internacional de marketing da Adidas.

Este esforço já é visível nos desenvolvimentos que a marca tem feito nos seus produtos. Em 2021 dedicou-se a analisar as diferenças anatómicas do pé feminino em relação ao masculino e criaram o Ultraboost 22, um par de ténis de corrida com um design reformulado e que oferece uma melhor performance às atletas. Já este ano, a marca dedicou-se a estudar o impacto do desporto nas mamas, criando uma linha de soutiens desportivos mais adequada e com maior suporte. 

Além das peças que tem na sua oferta, a Adidas compromete-se em apoiar diversas mulheres (algumas já mencionadas acima) na sua profissão enquanto atletas, e este ano expande o seu patrocínio a grandes campeonatos, como a UEFA Women’s Champions League e Euro Feminino 2022.

Numa vertente mais social, são vários os programas da marca de promoção da igualdade de género no desporto e de apoio à continuidade do percurso atlético de centenas de raparigas. 

Este artigo foi escrito em parceria com a Adidas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT