Lojas e marcas

Iolanda Araújo criou um atelier de noivas onde “as clientes também são designers”

O espaço em Sintra inspira-se na magia dos contos de fadas. A designer tornou-se viral quando criou o modelo do seu casamento.
Iolanda desenhou o seu próprio vestido de noiva.

Quando era miúda, Iolanda Araújo passava o tempo a desenhar os vestidos das princesas que via na televisão. Quando o pai lhe disse que aquela brincadeira podia ser uma profissão, o espanto inicial transformou-se numa promessa: “um dia vou ver estilista”, disse. Minutos depois, estava novamente enrolada nos lençóis que usava para criar peças de roupa improvisadas.

Só mais tarde percebeu que a moda era um gosto herdado. “Descobri que a minha avó paterna era professora de alta costura no Brasil. Não cresci com ela, mas falávamos sempre que ligava ao meu pai e ganhei uma conexão forte com ela”, começa por contar à NiT.

O sonho ficou e, por fim, materializou-se. A designer de 23 anos inaugurou o seu atelier homónimo de vestidos de noiva 20 de outubro. Situado em Pêro Pinheiro, no concelho Sintra, o espaço minimalista pretende ser uma forma de escapismo para as mulheres que procuram desenhos exclusivos e criados à medida.

“Sempre gostei de todo o tipo de moda, mas sabia que queria focar-me numa área específica e sempre preferi o estilo cerimonial”, explica. “Via imensos eventos como casamentos, passadeiras vermelhas e via-me a assinar criações mágicas e especiais para aqueles momentos.”

Iolanda Araújo
Iolanda concretizou um sonho.

Iolanda ainda fez um desvio pela área das ciências — “a arte não tem futuro”, ouvia dizer —, mas não concluiu a licenciatura em biomedicina. Desistiu no fim do primeiro semestre e decidiu seguir a sua paixão: tirou um curso intensivo em design de moda, na World Academy, em Lisboa.

Quando acabou a especialização, em 2020, definiu uma meta: abrir o próprio atelier de noivas no espaço de três anos. Concretizou o objetivo, mas pelo meio percorreu várias áreas para juntar dinheiro. Estagiou com uma criadora de moda nupcial e passou por várias retalhistas.

Quando saía do trabalho a tempo inteiro, aproveitava o tempo livre para concretizar todo o tipo de vestidos que lhe pediam, tendo já assinado peças para três edições dos Globos de Ouro. Vestiu a amiga Marta Balsemão Penaguião, em 2021 e em 2023, e desfilou as próprias criações na passadeira vermelha do mesmo evento, em 2022 e 2023.

O vestido de noiva de Iolanda

Ainda em 2020, começou a idealizar o modelo com o qual subiria ao altar, no ano seguinte. Na altura, partilhou um vídeo do vestido no TikTok que acabou por se tornar viral: já soma mais de 20 milhões de visualizações. Mais tarde, mostrou o processo de criação do desenho e o feedback foi igualmente positivo.

Iolanda esteve quatro meses “quase sem viver” para conseguir concluir a peça, sendo que ficou terminada apenas no dia anterior à cerimónia, que teve lugar na Quinta do Coração, em Vila Franca de Xira. A designer criou a peça com que sempre sonhou: um volumoso vestido de princesa bordado com pedraria.

Iolanda Araújo
A criação com que Iolanda subiu ao altar.

“Quando fui à procura de vestidos para mim, não havia nada em Portugal parecido ao que eu queria. Queria algo menos pesado e mais Pinterest. Quero proporcionar a mesma oportunidade e alegria às mulheres que me procuram.”

Trata-se de um modelo com um corpete justo, onde os bordados com renda contrastam com o tecido nude. Assim, criou a ilusão de que os apliques de pedras cintilantes estavam colados à sua pele, do peito aos braços. A partir da linha da cintura, bem marcada, nasce a ampla saia rodada que se prolonga numa cauda.

“O meu marido incentivou-me desde o início. É músico de profissão e sempre me disse para olhar para o exemplo dele, que prova que é possível viver das artes”, diz. Após o matrimónio, acrescentou o apelido do companheiro, Di Mulo, mas quis manter o nome de solteira quendo criou a marca, uma homenagem à avó com quem o partilha. “Nunca teve oportunidade de ter a própria loja, então, fi-lo por ela.”

“As clientes também são designers”

Apesar da falta de recursos, passou o último ano à procura de espaços para alugar, processo que descreve como “um ato de fé”. E, quando passou pela loja vazia onde acabou por se instalar, visitou-a apenas por curiosidade. Rapidamente percebeu que tinha encontrado o local onde iria começar a sua jornada: “Senti uma voz a dizer-me que era ali.”

Iolanda é apaixonada pela vila e pelos castelos de Sintra, onde vive. Na ambiente envolvente, vê um pouco do seu estilo, muito virado para a fantasia dos contos de fadas. “Uma noiva pode vir ter comigo de manhã e, a seguir, ir dar um passeio com as amigas por este mundo encantado.”

Nesse dia, o pai veio de propósito do Brasil, onde vive, para a ajudar a fazer todas as obras necessárias. “Fico emocionada por envolver a família”, acrescenta, sobre a remodelação que demorou menos de três semanas — e que partilhou nas redes sociais. De uma tela em branco, nasceu um “ambiente moderno, minimalista e jovial”, explica.


Entra-se num mundo predominado pelo branco, “que transmite paz” e apontamentos dourados que acrescentam um toque premium. “É um estilo que combina com o estilo de desenho que faço nas minhas criações”, refere sobre o mesmo equilíbrio entre minimalismo e opulência.

Iolanda destaca ainda o atendimento personalizado. Tem uma coleção-cápsula com vestidos que podem ser encomendados, mas o foco está na exclusividade. Sempre que recebe uma nova cliente, marca uma primeira reunião — um brunch onde comem juntas e “desabafam” — e pede para ver imagens de vestidos que gosta ou não.

“No meu atelier, as clientes também são designers dos seus vestidos”, frisa. No final, tenta passar o decote escolhido ou a manga que preferem para dois ou três desenhos, dos quais escolhem aquele que corresponde aos seus sonhos.

Se quiser uma criação assinada por Iolanda Araújo, os vestidos começam nos 1400€. O preço final varia consoante os materiais escolhidos, o tamanho da peça (com ou sem cauda, por exemplo) e as horas de trabalho. A partir daí, o céu é o limite.

Pode agendar uma visita ao atelier através do site da marca. Aproveite e carregue na galeria para ver imagens do espaço.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Avenida da Liberdade, 51
    2715-072  Sintra
  • HORÁRIO
  • Visita sob marcação

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT