Lojas e marcas

Irreverência, cor e cortes revivalistas marcam a primeira coleção para mulher da Suuim

A marca, criada em 2013 com o público infantil como alvo, está a apostar num novo segmento, o da swimwear para adultos.
Fotografia: Sara Pinheiro.

O fascínio pelo mundo da moda não é uma novidade na vida de Raquel Gomes da Costa, que nos mais de 20 anos de experiência na área de produção, eventos, marketing e publicidade, sempre se envolveu em projetos relacionados com o mesmo. Essa busca levou-a, inclusive, a trabalhar com empresas como a Elite, a maior rede de agências de modelos mundo, na qual esteve responsável, por exemplo, pela prestigiada competição Elite Model Look Portugal. Em 2019, contudo, mergulhou naquela que seria a sua maior aventura, até à data, neste universo, ao tornar-se proprietária da Suuim.

Raquel conheceu a etiqueta de banho 100 por cento portuguesa, criada em 2013 por Patrícia Pereira Coutinho e com público infantil como foco, quando procurava modelos diferentes para as filhas. Tornou-se cliente e sempre admirou imenso a marca, começa por contar à NiT. “Achava-a espetacular, tanto pelo design como pela qualidade dos produtos. Oferecia uma excelente alternativa às peças de banho clássicas”, acrescenta.

A vontade de ter um projeto próprio na área, que não lhe exigisse o tempo e investimento que a criação de uma insígnia supõe e, consequentemente, a obrigasse a deixar a sua outra carreira, levou-a agarrar a oportunidade, quando esta surgiu, de ficar à frente da Suuim. Ao fazê-lo, tinha as vantagens que assumir uma marca já estabelecida e reconhecida pela aposta na sustentabilidade, design e conforto — valores que pretendia continuar a seguir. Porém, era algo que implicava também maiores responsabilidades. O público não aceitaria menos do que tinha recebido até agora.

Neste sentido, procurou preservar a identidade da marca, mesmo que com algumas atualizações. “Não lancei algo disruptivo e alheio ao apresentado no passado logo na primeira coleção”, explica. “Apenas introduzi alguns cortes mais minimalistas e tirei um pouco de cor. A ideia de que por ser algo para crianças tinha de ter imensa cor, padrões infantis e muitos laços era algo que começava a perder-se em todo o mundo e fiz até um fato de banho preto”. Surgiram assim “propostas mais contemporâneas”, “com linhas mais estilizadas” e “mais próximas do que era feito na roupa de adulto”.

As alterações foram sempre acompanhadas pelo manter da qualidade, que a empreendedora considera ser o ponto mais forte e identificativo da Suuim, bem como pela tentativa de tornar a marca da vez mais sustentável. Saíram, portanto, as etiquetas de plástico e, sempre que possível, utilizam-se licras recicladas. A utilização destas matéria-primas é, por vezes, descartada, “por ainda ser mais duras, desconfortáveis e demorarem mais tempo a secar”, clarifica. “É um caminho que está a ser feito, não só por mim, mas por todo o setor”.

Entre as inovações postas em prática por Raquel, destaca-se o aumento dos tamanhos. “Os miúdos de hoje em dia não têm as medidas de antigamente, são muito mais altos. Achei que era preciso adequar os moldes que já existiam, até porque as peças são por idades e não queria correr o risco de os miúdos, principalmente na adolescência, não caberem no tamanho que lhes correspondia”. Passou então a fazer peças até aos 18, mesmo porque “há raparigas e rapazes que têm corpos quase de adultos”.

Com esta mudança, surgiram “vários pedidos para fazer tamanhos maiores, que servissem para adultos. Acontecia várias vezes as mães comprarem os fatos de banho para as filhas e levarem um tamanho de 16 anos para si. Por isso, criar uma linha para mulher foi um passo natural,” diz a diretora criativa.

Pela vontade deste passar a ser um segmento da marca daqui em diante, levou algum tempo a “encontrar o fitting perfeito e a adaptar a sua identidade à nova linha”. A primeira coleção oficial para mulheres nasceu em 2022. O lançamento, dividiu-se em duas fases, sendo o primeiro em abril, com temas mais primaveris. Em junho, acrescentaram três biquínis e dois fatos de banho, modelos cheios de cor e com cortes revivalistas, que se destacam pela irreverência.

Entre as novas propostas encontra o biquíni Florest que é “muito confortável e alia a simplicidade do corte a um verde exuberante”. Já o fato de banho Jane, “apesar de ser um clássico modelo negro, surpreende pelo cinto cor-de-rosa ou cor de laranja”. Os preços variam entre os 52€ e os 65€ e os tamanhos entre o XS e o L.

Os produtos da Suuim estão disponíveis online e em espaços como Maria Gorda (criança) e Mummy Cool (adulto), em Lisboa, Maisena Store, no Porto, e Actions Sports, em Tróia. Carregue na galeria para conhecer todos os modelos que compõem a nova coleção. 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT