Lojas e marcas

Já pode comprar a lingerie da Victoria’s Secret em Portugal sem ter de apanhar o avião

A primeira flagship store da marca no País abre a 3 de setembro, no NorteShopping. Junta-se ao ponto de venda do aeroporto de Lisboa.
Vai ser lançada em parceria com aparceria com a Percassi.

A Victoria’s Secret vai abrir a primeira loja em Portugal. A partir do dia 3 de setembro, o norte do País vai acolher uma das marcas mais conhecidas no segmento da roupa interior, que se instala no NorteShopping, em Matosinhos. Até então, os produtos da insígnia só estavam disponíveis no ponto de venda da marca Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa — ou seja, o acesso era reservado a passageiros.

Nesta nova flagship store full assortment, as fãs portuguesas da marca vão encontrar uma seleção das coleções mais icónicas de lingerie, fragrâncias, acessórios e produtos de beleza. O espaço também irá apresentar outros serviços exclusivos, mas não foram revelados detalhes sobre os mesmos.

Em 2021, a marca de lingerie já tinha anunciado o projeto de expansão no continente europeu, em parceria com a empresa italiana Percassi, que representa a marca norte-americana na Europa. “A Victoria’s Secret é uma das marcas mais famosas do mundo e uma referência pela sua oferta”, disse Paulo Valentim, diretor do NorteShopping, em comunicado. “É um enorme orgulho termos sido a escolha da marca para abrir a primeira loja em Portugal”, acrescentam.

Entre polémicas e quebras nas vendas, a marca norte-americana tem vindo a tentar mudar a sua imagem pública. Uma das maiores controvérsias começou quando o público mostrou o seu desagrado pela falta de inclusão. A falta de mulheres transgénero e plus size na passarela levou a uma audiência com números muito baixos.

A declaração de Ed Razed, diretor de marketing da insígnia, em 2018, incendiou a controvérsia. “Não acho que possamos representar todos os consumidores. O show é uma fantasia para o entretenimento”, disse.

Com a saída do executivo da empresa, a marca tem vindo a tentar mudar a sua imagem pública. Começou a contratar modelos plus-size e incluíram Valentina Sampaio na equipa, tornando-a na primeira transgénero a trabalhar com a Victoria’s Secret. No inicio do ano, tornaram-se mais inclusivos com a ajuda de Emira D’Spain, a primeira modelo negra a trabalhar com a gigante norte-americana.

Carregue na galeria para ficar a conhecer algumas propostas da mais recente coleção da etiqueta.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT