Lojas e marcas

LIDL faz aviso a clientes que continuam a comprar sacos plásticos de utilização única

A tendência começou na Finlândia, um dos países com mais consciência ambiental, e também com mais lojas da marca alemã.
Afinal, há polémica com os sacos.

Talvez não seja surpreendente, mas os sacos plásticos de utilização única continuam por todo o lado. Apesar da taxa de 10 cêntimos introduzida em 2015 no nosso País, a procura não desceu tanto como se esperava.

Muitos continuam porao supermercado e, por isso, o LIDL deixou um aviso aos seus clientes sobre as motivações “pouco verdes” para a compra dos sacos.

“De modo geral, estes sacos são comprados com o propósito de serem utilizados como sacos do lixo, na ideia de que é um ato ecológico”, explica Annu Puurula, manager da responsabilidade corporativa da cadeia de supermercados.

A tendência tem-se identificado num dos países europeus com mais lojas da marca alemã, e que é também conhecido pela sua consciência ambiental. Trata-se da Finlândia, revela o “Huffington Post”. Esta noção precisa ser revista porque “os sacos vendidos individualmente nas caixas dos supermercados contêm cinco vezes mais plástico do que aqueles em rolos”, explica.

Embora a utilização das opções reutilizáveis seja a escolha mais responsável, a pegada de carbono para produzir este tipo de alternativas é muito mais elevada do que com os sacos de plástico finos. Certas estimativas afirmam que um saco de algodão deve ser utilizado pelo menos 7100 vezes para o tornar numa solução verdadeiramente amiga do ambiente, em comparação com um saco de plástico convencional.

Embora não seja fácil discernir qual a decisão mais responsável, a recomendação é que se utilize os sacos ao máximo antes de lhe dar um final precoce.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT