Lojas e marcas

Montras das lojas históricas da Baixa vão ser decoradas por artistas plásticos

As intervenções foram feitas por 10 artistas portugueses e podem ser vistas até 15 de maio de 2021.
Au Petit Peintre também recebeu uma intervenção.

A ideia é promover o património e a história de Lisboa, mas também estimular o comércio local. A mais recente iniciativa da Câmara Municipal e da EGEAC chama-se Coleção Primavera-Verão e desafiou 10 artistas plásticos portugueses para decorarem as montras das Lojas com História.

São, ao todo, 10 lojas nas zonas da Baixa e do Chiado que receberam esculturas e intervenções, criando uma espécie de roteiro que pode ser percorrido numa tarde e que serve de desculpa para visitar estes espaços durante o desconfinamento progressivo. 

“Os artistas convidados, de várias gerações e com abordagens diferentes no campo das artes visuais, apresentam obras com técnicas diversas, desde pintura a escultura, fundindo-se algumas com obras de lojistas, também eles artistas”, explicam a Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC.

Fernão Cruz, de 26 anos, criou uma escultura para a sapataria A Deusa chamada “Corpo e plinto”. É uma fundição de bronze que representa as sapatilhas usadas pelo artista durante o período em que estudou na faculdade, no Chiado — o modelo Stan Smith da Adidas na versão de velcro.

lojas
A intervenção de Fernão Cruz.

A ele, juntam-se as obras de Joana da Conceição, n’O Mundo do Livro; Bárbara Assis Pachedo, na Livraria Ferin; João Paulo Feliciano, na Au Petit Peintre; João Queiroz, na Drogaria Central; Tomás Cunha Ferreira, na Casa Macário; Miguel Palma, na Joalharia Ferreira Marques; Fernanda Fragateiro, na Manteigaria Silva; Eugénia Mussa, na Chapelaria Azevedo Rua; e ±maismenos±, na Casa Buttuller.

Todas as criações foram pensadas em colaboração com os responsáveis por cada loja, de forma a que não destoem do espaço. Podem ser visitadas até 15 de maio de 2021.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT