Lojas e marcas

A loiça Duralex pode não durar mais: pandemia leva marca à beira da falência

A queda de encomendas provocada pela pandemia levou a companhia francesa a avisar que está no fim da linha.
Praticamente toda a gente tem desta loiça em casa.

Conhecida por ser praticamente inquebrável e ter cores icónicas, a loiça Duralex pode estar à beira do fim. Os produtos da marca francesa, que se tornaram populares em todo o mundo devido à sua relação qualidade/preço, podem deixar de ser produzidos.

Segundo o “Público“, a produção de pratos, copos e outros utensílios em vidro pela empresa chegou a empregar mais de 1500 pessoas, com mais de 130 milhões de peças vendidas em todo o mundo, durante várias décadas. Inicialmente dirigiam-se às classes mais baixas, mas sobreviveram aos tempos tornando-se num produto vintage. As cores eram a sua imagem de marca, sobretudo no tom âmbar, mas a sua resistência era o ponto mais forte, sendo praticamente inquebrável devido a um processo de produção único.

No entanto, a empresa avisou o mundo, numa carta ao “Le Monde”, que a queda de encomendas provocada pela pandemia levou agora a companhia francesa a entrar num processo de revitalização judicial, para tentar evitar a falência e o fim da produção. Para já, adianta o “Público”, os 248 funcionários da fábrica em França vão continuar a trabalhar e a receber salários, mas desconhece-se o futuro da produção e da marca.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT