Lojas e marcas

Loucas por sapatos, preparem-se: os modelos da MLV chegaram (finalmente) a Lisboa

A história da marca portuguesa começou nos anos 60, mas nunca parou de se reinventar. Abriram a primeira loja na capital.
Vendem botas, sapatilhas, salto alto e sapatos rasos.

Os diamantes não são os únicos melhores amigos das mulheres, apesar do famoso tema que Marilyn Monroe cantou. Os sapatos são verdadeiros acessórios de desejo para muitas — e um vício para tantas outras. Desde os anos 60, a marca portuguesa MLV Shoes tem vindo a conquistar a confiança das portuguesas com modelos incrivelmente elegantes e que primam pela qualidade. Para estar mais próxima das clientes, a etiqueta inaugurou a primeira loja própria no dia 22 de setembro, no número 2A da Avenida Guerra Junqueiro, em Lisboa.

Num espaço em que a madeira de carvalho é aliada a vários jogos de espelhos, ali a experiência de compra é única e sofisticada. Os pufes de veludo e os longos cortinados  não são os únicos responsáveis pelo ambiente requintado. O percurso do negócio fez-se através de loja multimarca, tendo apostado num modelo online, em 2020. No entanto, nenhuma das opções permitia “a exposição de todo o catálogo, para que fosse possível sentir, tocar em cada modelo”, explica à NiT Pedro Vieira, diretor-geral da MLV.

Apostaram na capital portuguesa para inaugurarem um ponto de venda físico em nome próprio porque ainda não tinham nenhuma representação na cidade. Do Algarve a Vila Real, passando por Évora, Braga e Setúbal, estavam presentes um pouco por todo o País, menos na capital. Na zona da Alameda encontraram o espaço ideal e em linha com o público-alvo marca, inserida no segmento médio-alto. Se hoje se focam nos modelos femininos, nem sempre foi assim.

A evolução da MLV

“Nasci no mundo dos sapatos”, conta Pedro, que cresceu na sede da insígnia, em Santa Maria da Feira. Era a fábrica onde o avô produzia apenas artigos para homem. Apesar de não ter tido oportunidade de trabalhar com o patriarca, que faleceu quando era novo, o atual diretor-geral da MLV teve a experiência de o fazer o pai: “Foi ele quem me transmitiu todos os ensinamentos ligados à vertente comercial dos sapatos”.

Em 2000, o empreendedor entrou verdadeiramente no negócio familiar. Quando começou a fazer parte dos quadros da empresa e a trabalhar no escritório, percebeu a necessidade de mudar o posicionamento, mantendo a produção nacional. Até então, apenas vendiam modelos de outras marcas e Pedro sentiu que havia chegado o momento de a MLV definir um ADN próprio.

“Durante uma sessão de brainstorming, em 2010, decidimos desenvolver os primeiros modelos próprios. Subcontratámos fábricas portuguesas no norte, onde fazem as nossas criações”, diz. “A identidade da marca tem vindo, anos após ano, a ser afinada com ideias próprias.”

Atenção aos detalhes

A principal mudança no rumo da MLV foi a especialização em modelos femininos, deixando para trás as propostas masculinas. Quando definiram o novo público-alvo e o segmento a trabalhar, rapidamente se começaram a distinguir no mercado, com propostas feitas à mão e baseadas na exclusividade dos modelos.

Da aplicação de missangas, laços ou brilho, os detalhes fazem dos sapatos, sandálias e sapatilhas da marca verdadeiros objetos de desejo. A textura de madeira, que também se tornou uma assinatura da MLV, foi outro dos pormenores diferenciadores adotados. No que diz respeito à paleta de cores, apostam sobretudo no branco, bege e dourado, mas em todas as coleção existem alguns modelos em tonalidades mais vibrantes.

“Uma força que fomos desenvolvemos ao longo do tempo é o conforto, o nosso ponto-chave de diferenciação. E tentamos aliar a vertente de moda”, conclui. “O mercado já tinha sapatos muito confortáveis ou, então, com muito estilo, mas que as pessoas descalçavam após uma hora ou duas. Decidimos combinar as duas vertentes.”

Pode conhecer a nova loja da MLV Shoes no número 2A da Avenida Guerra Junqueiro, em Lisboa. Se não tiver oportunidade de o fazer, pode visitar o site ou a página do Instagram. Os preços dos modelos oscilam entre os 90 e os 180€.

Carregue na galeria para descobrir algumas das criações da marca, assim como imagens da loja. Na abertura, estiveram presentes novos muito conhecidos.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT