Lojas e marcas

Nails n’ Roll: o novo mundo encantado das unhas onde se ouve punk rock

As cores fortes, os padrões e o glitter são a especialidade da casa. A arte prolonga-se às sobrancelhas, pestanas e piercings.
Manicure ao som de Blink-182.

Os clientes que entram na Nails n’Roll são recebidos ao som de Blink-182, Green Day e sonoridades semelhantes. A banda sonora representa um regresso diário à adolescência de Marta Marques, de 37 anos, que cresceu com as bandas emo e punk rock dos anos 90 e 2000. “É uma forma de estar na vida”, explica à NiT.

O gosto pela manicure apareceu mais tarde. Após vários anos a trabalhar em comunicação — da rádio à televisão — a criativa começou a descobrir o mundo da nail art. Apaixonou-se pelos desenhos arrojados, pelas cores berrantes e pelo glitter, e decidiu experimentar uma nova área.

“Percebi que podia criar um conceito que trouxesse algo diferente para Lisboa. Já existiam muitas lojas dedicadas à manicure, mas nenhuma aliava isso a uma banda sonora com boa onda”, recorda. Em 2019, abriu um espaço tão pequeno em Campo de Ourique que quase só cabia uma pessoa.

Após uma passagem pelo Restelo, a nova loja da Nails n’ Roll abriu portas a 2 de fevereiro, em Algés. O espaço, com 150 metros quadrados, pode acolher uma equipa maior, novos serviços e ainda mais clientes.

“Quando me mudei para o segundo espaço, a minha agenda já estava cheia. O conceito mudou muito e houve uma grande adesão por parte das pessoas”, diz. “Queríamos crescer em dimensão e expandir a oferta, sem perdermos a essência que nos distingue.”

O espírito retro continua a ser inspirado na Califórnia da década de 70, onde região norte-americana onde Marta regressa todos os anos. As peças vintage na Nails n’ Roll são reunidas nas viagens da artista — bonecos de coleção, quadros antigos, um sofá em forma de concha ou um telefone fixo azul, por exemplo.

“Quando a loja começou, tínhamos uma imagem muito fofinha e não perdemos isso”, diz. No entanto, o mundo cor de rosa que muitos associam à marca ganhou um toque mais bruto e industrial. As paredes têm menos cor, mas os apontamentos kitsch continuam presentes.

O rosa contrasta com as paredes.

Uma mão cheia de novos serviços

Após várias obras, Marta conseguiu juntar no mesmo teto um espaço mais amplo para as unhas, uma área dedicada à pedicure e um corner especial para os novos serviços de sobrancelhas, pestanas e piercings.

Na primeira segunda-feira de cada mês, o Nails n’ Roll vai receber Nazaré Pinela, a “bad influencer” portuguesa de 58 anos, para quem quer furar as orelhas ou fazer um septum. A fundadora do estúdio Bang Bang, em Sintra, junta-se assim à equipa de seis pessoas que faz parte da equipa.

Quanto à manicure, o estilo continua a ser uma extensão do espaço: há cores garridas, padrões desenhados ao detalhe, chamas e muito glitter, não fosse a nail art excêntrica a especialidade da casa.

No entanto, também se fazem trabalhos mais clássicos e discretos. “Temos pessoas que fazem coisas artistas durante vários meses e, depois, trocam por unhas mais clean. Mantemos o respeito pela unha natural da cliente, seja através do gel, das extensões ou do verniz.”

Para quem não aprecia a música rock, a banda sonora não é um problema. A playlist é bastante eclética, garante Marta, sendo que o único requisito é que os temas tenham sido lançados nos anos 90, podendo ir do jazz ao R&B. Porém, as canções dos Blink-182 marcam presença quase todos os dias.

Os preços dos serviços das unhas variam entre os 20€ (no caso do verniz gel) e os 60€, para quem fizer extensões de gel XL.

Carregue na galeria para ver imagens do espaço e conhecer melhor o conceito.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua São Vicente de Paulo, 6A
    1495-063 Algés
  • HORÁRIO
  • Segunda-feira a sábado das 9h às 19h30

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT