Lojas e marcas

Neo Salon: o novo paraíso lisboeta para mulheres (e homens) com cabelos encaracolados

O atendimento personalizado inclui sempre um diagnóstico. O conceito já ganhou inúmeros prémios no Brasil.
Márcio já é conhecido no Brasil.

Em 2017, Márcio Machado foi escolhido entre mais de 200 candidatos para participar no reality show “The Cut”, da HBO Brasil. O hairstylist inscreveu-se no programa por sugestão de um cliente e, quando deu por isso, estava na final. Tudo graças à sua missão de valorizar o aspeto natural dos fios.

“Toda a gente tem um tipo de beleza válida e só temos de a saber destacar. Sempre apostei no conceito de visagismo, em que as técnicas escolhidas dependem das características do cabelo e do formato do rosto”, começa por explicar à NiT.

Ao longo de duas décadas de carreira, o especialista de 45 anos trabalhou em grandes salões em São Paulo, Brasília e Uberlândia. Nesta última cidade, no estado de Minas Gerais, abriu o seu próprio espaço com o companheiro, João Paulo Globo, de 37 anos. O Neo Salon começou por ser um pequeno estúdio — e não parou de crescer.

O sucesso deve-se, em parte, ao reconhecimento de Márcio. Conquistou inúmeros prémios, tanto no Brasil como no estrangeiro. Entre eles, o Trend Vision Awards, em Londres, em 2005, e o Joico THE Best of Color, em Punta Cana, em 2020. O espaço também foi eleito durante seis anos consecutivos como o melhor cabeleireiro de Minas Gerais.

Em fevereiro, o conceito do Neo Salon chegou ao Chiado, em Lisboa. Os serviços, como o corte, as colorações criativas e os tratamentos específicos para cabelos encaracolados, assentam num atendimento personalizado e adaptado às necessidades de cada cliente.

O casal decidiu rumar a Portugal durante a pandemia. Quando abriram as fronteiras, estavam preocupados com a má gestão do governo e refugiaram-se no nosso País, que já tinham vontade de conhecer. Os elogios de um cliente à capital serviram como incentivo definitivo à mudança.

A ideia sempre foi abrir um estúdio mais íntimo, que funcionasse como uma extensão da sua casa. “Estivemos à espera do momento certo, porque é um país novo e pessoas diferentes. Não conhecíamos bem o mercado de beleza, então deixámos maturar a ideia enquanto passámos por vários salões”, acrescenta.

Concebido pela arquiteta Cecília Lara, o espaço é marcado por uma paleta de cores neutra. Há plantas em todos os cantos, marcas com produtos orgânicos e um toque natural na decoração. “Nada é agressivo.”

Atendimento lento com direito a café

O Neo Salon inclui ainda uma bancada que funciona como cafetaria. Na pausa de uma colaboração, os clientes podem sentar-se, pedir uma bebida e falar com o profissional com mais calma. O ritmo quer-se lento, porque o objetivo é compensar com a qualidade.

Na primeira visita, o cliente tem direito a uma conversa detalhada com os hairstylist onde fala sobre aquilo que deseja trabalhar. É feito um diagnóstico do corte, da cor e da forma e, a partir dessa interação, os especialistas encontram a melhor opção que respeite os desejos da pessoa.

Um dos diferenciais do espaço é que o corte não é discriminado por género, mas pelo comprimento e dificuldade. O preçário é dividido entre os cabelos curtos (35€), que podem ser masculinos ou femininos, e o médio longo (45€), com direito a lavagens e finalização, como um brushing.

Na lista de serviços, há ainda uma série de tratamentos orgânicos, visto que João Paulo é terapeuta capilar. Todos os produtos são sustentáveis e têm o selo B Corp, que garante a preocupação ambiental e a responsabilidade social das etiquetas parceiras, todas europeias.

O nome do conceito surgiu há 12 anos, quando abriram o primeiro salão, ainda no Brasil. O casal, que se conheceu numa consulta de psicologia, queria que o negócio funcionasse como uma personagem. Pensaram em nomes curtos e o termo grego “neo” fazia todo o sentido, pela referência ao que é novo.

“Algo que nos falta acrescentar são mais opções de terapia capilar, como lasers ou microscópios para o couro cabeludo”, adianta. Contudo, por enquanto, o principal objetivo da dupla é outro: “Queremos que a cliente consiga replicar tudo o que fazemos quando chegar a casa — isso também é beleza natural.”

As reservas podem ser feitas através do site do cabeleireiro, com preços entre os 8€ (lavagem) e os 200€ (descoloração global).

Carregue na galeria para ver imagens de alguns trabalhos realizados no Neo Salon.

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Rua da Rosa, 14D
    1200-381  Lisboa
  • HORÁRIO
  • Terça-feira a sábado das 10h às 19h

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT