Lojas e marcas

Norpojin: a marca com peças semelhantes às da Zara e H&M (mas bem mais baratas)

A plataforma chinesa inclui dezenas de propostas que esgotaram nas lojas. Porém, também encontra artigos das novas coleções.
Descubra as diferenças.

Já toda a gente ouviu falar da Shein, seja porque já fez compras na plataforma ou conhece alguém que o tenha feito. Esta plataforma de e-commerce chinesa não é propriamente consensual — especialmente no que toca ao fabrico ético —, mas tornou-se um dos maiores players mundiais no setor do comércio eletrónico

Em 2021, a empresa começou a alojar outras marcas no site para expandir além da linha própria de produtos. A oferta passou assim a incluir moda, beleza, cuidados pessoais, decoração e tecnologia, entre outras, atraindo cada vez mais clientes nos quatro cantos do mundo.

Um dos exemplos é a Norpojin, uma etiqueta que tem escalado em popularidade. O motivo? Dedica-se a vender roupas de marcas bastante populares, como a Zara, a H&M ou a Ganni, quase sempre a preços mais acessíveis. De artigos que esgotaram a propostas das coleções atuais, a oferta está sempre a mudar.

A marca foi lançada apenas este ano, porém, os vídeos de pessoas fascinadas com o catálogo multiplicam-se pelas redes sociais. Desde janeiro, quando se estreou online, já soma mais de 43 milhões de publicações apenas no TikTok, com vídeos em português, espanhol ou inglês.

Segundo a plataforma, já foram vendidos mais de 100 mil artigos em todo o mundo na última semana e a avaliação, neste momento, é de 4,88 de um total de 5 estrelas. Além disso, cerca de 10 mil clientes afirmaram que voltariam a comprar na marca.

Para encontrar, basta ir ao motor de busca da Shein e procurar pelo nome da etiqueta. A seguir, encontra a plataforma com todas as peças, sendo que as pode organizar pelas mais recentes, pelas mais bem avaliadas ou pelo preço. As clientes também podem selecionar por estilo, cor ou tamanho.

@isabelamferreirac

Zara na Shein 👀 🏷️ 15%off – isabela04 #zara #shein #dupe #fyp #fashion

♬ som original – Isabela Ferreira

Uma marca desconhecida

A verdade é que se sabe muito pouco sobre a Norpojin. Além do facto de ser chinesa, não há mais informações online sobre a marca. Tratam-se de vendedores independentes, não licenciados pelas marcas originais, embora muitas vezes usem fotos de catálogo ou de produto oficiais.

Embora o design das peças seja muito semelhante ao original, o mesmo não acontece relativamente à qualidade, materiais ou construção. Ainda assim, as etiquetas têm o direito de processar este negócio por violação de direitos autorais, embora se torne difícil de controlar devido à natureza global do comércio online.

Apesar destes riscos para os consumidores, as réplicas deste negócio não param de angariar mais adeptos. À semelhança da Shein, o catálogo chama logo à atenção pelos constantes alertas de promoções dos artigos, assim como gráficos sobre os números de vendas.

Um top bandeau com estampado de leopardo, por exemplo, é destacado como o terceiro artigo mais vendido na categoria de tops para mulher. É idêntico a uma peça que está esgotada no site da Zara, mas nesta plataforma só esgotou no tamanho S.

Os preços são aliciantes, mas há outros motivos para estar a ganhar tanta tração. A disponibilidade é o principal. Se deixou escapar a oportunidade de encontrar aquele vestido que tanto queria, pode encontrá-lo neste canto online.

Vamos a mais exemplos? Há um vestido acetinado que esgotou em todos os tamanhos, do XS ao XXL, na marca espanhola. Durante os saldos, passou de 39,95€ para 22,99€. Porém, ainda está disponível no site da Shein por 18€, embora os tamanhos disponíveis sejam apenas o S, o M e o L.

Se pesquisar o nome da marca no Google, não existe qualquer página ou presença nas redes sociais. Está apenas alojada nas plataformas Shein e AliExpress, onde está presente desde dezembro de 2021. Contudo, a oferta é mais limitada no caso da concorrente do Grupo Alibaba.

Carregue na galeria para descobrir algumas das peças da Norpojin.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT