Lojas e marcas

O casal de italianos que deixou a venda de casas para criar uma marca de decoração

Matteo e Susie Zumiri mudaram-se para Portugal há cinco anos e têm levado o espírito da Toscana às casas nacionais.
Mudaram de vida para seguir uma paixão.

A história da The Limoncino podia ser contada num postal de uma bela paisagem italiana. A marca de decoração portuguesa, lançada em julho de 2022, vai buscar inspiração à região mágica da Toscana, onde a paixão pelo trabalho artesanal atravessou três gerações. Matteo Zumiri, 44, continua a revitalizar o amor pelos obras que nascem da madeira juntamente com Susie, a mulher de 39 anos.

“Gosto de dizer que nasci numa carpintaria.” É assim que descreve à NiT os anos que viveu em torno do ofício do avô e do pai. Até ter saído de casa, aos 22 anos, sempre esteve em contacto próximo com esse mundo. Sempre que regressava da escolha, ia trabalhar para o atelier.

“O meu avô reformou-se nessa altura. O meu pai ficou sozinho e decidiu começar a fazer outra coisa no mesmo setor, a vender ferramentas. E decidi trabalhar com ele”, acrescenta. Começou no negócio há 25 anos, época em que conheceu a atual companheira graças a amigos em comum.

A mudança para Portugal

Duas décadas depois, o medo da estagnação económica levou o casal a mudar de vida. Deixaram Itália com o objetivo de explorarem um lugar novo, mais seguro e saudável. “Sentíamos dificuldade em ter uma empresa em Itália e trabalhar em Portugal é mais fácil”, reflete.

Há 5 anos, quando chegaram a solo nacional, nomeadamente ao Algarve, começaram a trabalhar numa agência imobiliária. Quando se chegaram procuraram um emprego em que tivessem a possibilidade de ajudar outros italianos a encontrarem uma habitação e até mesmo com a documentação.

Durante vários anos, dedicaram-se à essa profissão. No entanto, começaram a sentir-se cada vez mais insatisfeitos e a pandemia consolidou o desejo que já sentiam de mudar. “Decidimos optar por mais uma mudança. Estamos a trabalhar nisto há mais de um ano, apesar da atividade nascer agora oficialmente.”

Na The Limoncino, destaca-se o saber de gerações e o trabalho puramente artesanal. Foi um regresso às raízes da família de Matteo, apesar de ter sido Susie quem definiu, desde o princípio, os contornos que distinguem o projeto. “Ela é a visionária da empresa, eu uso as mãos”, explica o artesão.

Os móveis remetem para as casas de campo italianas.

Todos os móveis têm uma estética tipicamente italiana muito apurada, mas bastante rústica, como a que se encontra nas casas de campo e nas quintas da Toscana, “onde se cultivam vinhos e azeite”. Matteo continua a trabalhar a madeira, com o dom que herdou e os mesmos saberes e técnicas que aprendeu. O segredo é continuar sempre a melhorar.

Das mesas de cabeceira aos bengaleiros, são “peças que podem ser enviadas para todo o mundo, sem limitações relacionadas com o peso”, diz. E, apesar da resistência da madeira, a resina acrílica é a matéria-prima que dá vida a cada um destes artigos. O objetivo para o futuro é combinar os dois.

Neste momento, as peças são produzidas por Matteo e Susie no espaço La Bottega Italiana, no norte do Portimão. Não descartam a ideia de abrirem uma loja física, embora não esteja nos planos a curto prazo. Aquilo que ambicionam é um espaço de trabalho maior, onde possam continuar a ir buscar inspiração ao passado, mas também a servirem de exemplo a outros: “Se tiverem 40 anos, podem fazer uma mudança de vida e profissional completa”, conclui.

Pode descobrir todas as criações da The Limoncino no site ou na página de Instagram do negócio. Os preços variam entre os 14 e os 250 euros. Carregue na galeria para ver algumas das propostas da marca.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT