Lojas e marcas

Ownever: esta marca de carteiras de luxo quer ser a “nova Hermès portuguesa”

Foi lançada no início de março com cinco modelos feitos à mão por artesãs de Braga.

Além da qualidade elevada que se espera de um produto de luxo, o que a nova marca portuguesa de carteiras propõe é oferecer também manutenção vitalícia às suas peças inspiradas no estilo de vida francês, e de ícones como Françoise Hardy ou Emmanuelle Alt. A Ownever foi lançada a 2 de março deste ano para “criar a carteira que não passa de moda”.

O projeto de Eliana Barros, de 29 anos, começou a ser imaginado há mais de dois anos. “Sabia que queria criar algo que não fosse efémero e que valorizasse o saber-fazer lado a lado com a moda — missão muito difícil de atingir nos dias de hoje”, começa por explicar a fundadora à NiT.

A missão da marca é criar carteiras de luxo de forma ética a um preço justo, que reflita a mão-de-obra qualificada que criou a peça, matérias-primas de origem sustentável e o trabalho necessário para a desenvolver. “Todas as malas da Ownever são criadas por mãos de artesãs portuguesas, algo que também é de grande importância para mim. O design é intemporal, bem como as cores”, continua Eliana.

O que a fundadora pretende é oferecer um produto que possa ser usado ao longo de várias estações, para toda a vida, e evitar assim o consumo excessivo. Na coleção de lançamento, esta que quer ser “a nova Hermès portuguesa” apresenta exclusivamente cinco acessórios feitos à mão por encomenda em bioleather, tingidos apenas recorrendo a tintas vegetais e embalados em algodão orgânico.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por OWNEVER (@ownever__)

Eliana Barros estudou Design de Produto no Instituto Politécnico de Viana do Castelo e trabalhou em marketing digital durante quatro anos. À NiT, conta que teve vontade de lançar a sua própria marca de carteiras por acreditar que “os acessórios fazem a diferença”.

E acrescenta: “Podemos usar uns simples jeans e uma T-shirt, mas se juntarmos uma carteira incrível, tudo muda. É a inspiração francesa que me move neste sentido. Gosto muito de carteiras com design simples e minimalista e, quando gosto de uma, tendo a usá-la até aos últimos dias, acabando por ficar triste quando a ponho de lado devido ao uso.”

Depois de falar com outras mulheres, percebeu que não era a única que se sentia assim. Por culpa das circunstâncias, começou a lançar a marca num momento especialmente desafiante para o retalho. Durante a pandemia de Covid-19, encontrou as fábricas fechadas, fornecedores em lay-off e atrasos em toda a cadeia de fornecimento devido às paragens forçadas. Ainda assim, nunca desistiu de avançar com o projeto.  

Segundo Eliana, todo o processo para colocar a Ownever no mercado foi exigente também emocionalmente, mas as carteiras feitas à mão em Braga já estão à venda na loja online da marca, com preços entre os 260€ e os 550€. Também pode ficar a conhecer melhor este projeto através da conta oficial de Instagram.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por OWNEVER (@ownever__)

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT