Lojas e marcas

Prepare a casa para o inverno – isole, ventile e aqueça

Para passar um inverno confortável, mas de forma eficiente e sustentável, e sem surpresas na fatura da energia, a LEROY MERLIN propõe-lhe algumas dicas.

É um problema comum em Portugal, onde nem todas as casas estão preparadas com isolamentos e acabamentos que se adaptem às alterações climáticas. Segundo um estudo da Quercus, publicado em 2017, 74 por cento dos portugueses queixam-se até de que as suas casas são demasiado frias no inverno, 25 por cento consideram as suas casas quentes no verão e apenas um por cento diz que vive num “ambiente confortável”. É um facto inegável que a maior parte das casas portuguesas não está preparada para o frio, por isso acabamos por recorrer às típicas camadas de roupa ou a equipamentos de aquecimento.

Se a casa não possui isolamento e boa eficiência energética, aquecê-la será muito mais difícil e, consequentemente, muito mais caro. Mais do que nunca, hoje em dia, queremos viver num ambiente mais saudável e eficiente, diminuindo o valor das faturas e, ao mesmo tempo, cuidar do planeta. 

Por isso mesmo, a LEROY MERLIN sugere que há três passos que são essenciais na hora de aquecer a casa, para o fazer da forma mais eficiente, são eles: 

Isolar

O isolamento de uma casa é um dos aspetos fundamentais nesta história. Quanto pior for o isolamento de uma casa, maior a necessidade de se recorrer a aparelhos para se alcançar a temperatura desejada e maior também a emissão de poluentes. 

Um isolamento térmico eficiente limita as perdas e trocas de calor do interior com o exterior da casa.  Até 25 por cento da energia escapa pelas paredes e tetos das casas mal isoladas. Um desperdício que obriga a um aumento do consumo em aquecimento e ar condicionado para além de multiplicar as emissões de CO2.

Para evitar esta situação, há alguns tipos de produtos disponíveis e o investimento dependerá do tipo de isolamento que escolher, da antiguidade da casa e do tamanho da mesma. No entanto, este investimento é rapidamente recuperável devido à redução dramática dos gastos e subsequentes custos de energia. 

Após este passo ser efetuado, as melhorias vão ser sentidas: vai poupar na fatura de energia, reduzir a pegada energética, reduzir o ruído e, o mais importante, manter a temperatura ideal. 

Ventilar

Não menos importante, a ventilação deve existir numa casa, não só para uma renovação do ar viciado mas também de forma a assegurar o bom estado da casa. Ao isolar bem e aquecer uma casa, é fundamental que o ar circule pois muitos problemas relacionados com a humidade surgem pela falta de ventilação numa casa. Como o ar não circula naturalmente, é mais fácil de se criarem problemas de mofo, alergias ou até maus cheiros. 

Uma boa ventilação é indispensável para garantir a renovação do ar viciado sem desperdício de calor, tornando o ar mais saudável e, ao mesmo tempo, assegurando o bom estado da casa. Poderá arejar as divisões abrindo as janelas ou poderá conseguir uma ventilação eficaz através de um sistema de Ventilação Mecânica Controlada (VMC), que permite poupar até 10% em energia. Este sistema garante a renovação do ar viciado sem perdas de calor na habitação.

Aquecer

Depois destes dois relevantes passos, chega o momento de aquecer a casa. É o momento de escolher o sistema mais adequado à situação e, para tal, é preciso ter em conta fatores como as dimensões da casa, o investimento inicial, o custo a longo prazo e, sobretudo, a utilização que quer fazer. 

Existem, por exemplo, recuperadores de calor para lareira que se integram perfeitamente no ambiente de uma sala, deixando o espaço clean e funcional. Se tem uma lareira sem uso, esta é a solução ideal. A conservação do calor também vai ser superior, uma vez que sem recuperador parte do calor sobe pela chaminé. 

Outra solução para manter a sua casa quentinha, são as conhecidas salamandras, responsáveis por uma excelente distribuição do calor pela divisão. Para além de serem esteticamente bonitas, ainda permitem aquecer a casa com um combustível ecológico que é também fácil de armazenar. 

Se pretende algo mais versátil, existem os ares condicionados que servem tanto para o frio como para o quente. A longo prazo é um dos sistemas que menos impacto tem na fatura. Estão disponíveis soluções de ar condicionado, que tanto podem ser fixos e apenas para uma divisão, como para múltiplas divisões.

Existem também soluções de aquecimento a gás, que são aquecimentos silenciosos e económicos, com uma grande potência calorífica, autonomia e versatilidade de uso. Estes aquecedores têm um tempo de vida maior e também um maior rendimento por consumirem a totalidade do gás. 

Os emissores térmicos constituem uma solução para aquecer a casa de forma rápida e homogénea, com baixo investimento e sem obras. Para aquecer as casas de banho, pode optar por um toalheiro elétrico, pois além de aquecer as toalhas consegue aquecer toda a divisão. 

No site ou no catálogo da LEROY MERLIN pode conhecer quais as soluções mais adequadas à necessidade de aquecimento da sua casa.

Este artigo foi escrito em parceria com a LEROY MERLIN.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT