Lojas e marcas

Sá Aranha & Vasconcelos: 40 anos de móveis com designs únicos reunidos numa loja online

O estúdio inaugurado em 1985 lançou-se no digital em outubro com uma coleção de produtos unitários.
O atelier cria ambientes incríveis.

Nos últimos 37 anos, a assinatura Sá Aranha & Vasconcelos  (SAV) foi gravada nas casas de muitos portugueses. O estúdio de arquitetura e design foi inaugurado em 1985 e, desde 2005, os projetos são idealizados no showroom e atelier na zona Braço de Prata, em Lisboa. Quando se instalaram num armazém na freguesia de Marvila, as fundadoras Carmo Aranha e Rosário Tello já ambicionavam a expansão para o mundo digital — mas só a 31 de outubro é que deram o passo.

“Ao longo das últimas décadas temos vindo a sentir que há uma passagem geracional e o interesse de pessoas mais novas dentro da empresa, como filhos e netos de clientes”, explica à NiT, Francisca Aranha Nery, gestora de marca da SAV. Neste modelo de negócio complementar, unem a herança e a inovação.

Durante 15 anos, tiveram na rua Castilho, em Lisboa, onde era possível fazer projetos pequenos ou adquirir um produto mais estandardizado. “Era só chegar e comprar”, explica. No entanto, por uma questão logística, a possibilidade de venderem produtos de forma unitária — como os célebres sofás com tecidos premium — foi excluída quando se instalaram no número 45 da rua do Vale Formoso. Com a transformação digital, surgiu a oportunidade de transpor o modelo de negócio da loja física para o comércio eletrónico.

“Começámos com a ideia de chegar a um público mais jovem, mas os nossos atuais clientes continuam a ser os mais velhos. A faixa dos 40 anos tem uma noção de mercado diferente, mas tem a cultura do digital presente. Mas há muita gente entre os 20 e 30 que não nos conhece e queremos apresentar-nos.

As fundadoras com as sócias Ana Camões e Francisca Perestrelo.

Um novo público

Na casa digital que acabaram de estrear — onde se destaca o branding amarelo — o principal desafio foi a criação de produtos para um tipo de público diferente, o cliente mistério. De acordo com Francisca, “quando trabalhamos para um projeto, fazemos tudo à medida da casa em questão e sabemos as cores preferidas da pessoa. Aqui, não sabemos, então optamos por uma identidade universal, com tons mais neutros e monocromáticos.”

O primeiro passo foi perceberem, dentro dos designs existentes, como podiam criar uma coleção que transmitisse os valores da SAV: funcionalidade, intemporalidade e design. “Não numa ótica comercial, mas de tamanho. Queríamos transformar a mentalidade de que o online tem que ser mais rápido, porque nós queremos entregar artigos com a mesma qualidade.”

Após 40 anos a criarem novos modelos, resolveram apostar na reinvenção e revisitaram os arquivos da marca. “Não é uma reprodução, porque criamos uma linha idêntica ao modelo tradicional, mas sempre com algumas alterações. Não temos uma peça no site que seja igual a algo que esteja na casa de um cliente.”

Das mesas e das camas aos sofás e estantes, redesenharam artigos que acrescentam valor aos espaços, sem que estes precisem de ser completamente reformulados.

O exemplo de um quarto com móveis do atelier.

A nova linha

Uma vez que a gama de sofás já era um sucesso, foi esse o ponto de partida para a criação da loja online, mantendo o estilo modelar característico e as três cores. Paralelamente a esta coleção mais intemporal, foram criadas muitas outras peças — algumas em exclusivo para o site, outras através da reinterpretação de best sellers, que vieram do atelier.

A coleção presente, que inicialmente devia incluir pouco mais de 10 peças, conta agora com mais de quatro dezenas de artigos. “Às vezes, integramos uma pedra, aplicamos um tecido diferente e vão surgindo uma segunda ou terceira opções”, diz. “Fomos sentindo a necessidade de criarmos artigos conforme a coleção ia avançando, sempre na ótica da funcionalidade ou do design.”

A própria diretora criativa, Rosário Tello, foi alargando a coleção “por sentir a falta de uma cor ou de um produto que articulasse melhor com os demais”. Por isso, a linha inclui peças que vão do minimalismo ao maximalismo, com tecidos simples e texturizados, opções coloridas e monocromáticas.

Entre os artigos existe uma espécie de simbiose. Por exemplo, uma mesa pitch black feita com a mesma fibra que é também utilizada, por exemplo, na moldura de um espelho ou nos nichos de estruturas para a parede. Tratam-se de modelos que valem por si, individualmente, mas podem também ser integrados num projeto mais global.

A propósito da expansão para o digital, criaram também uma edição exclusiva através de 19 tabuleiros antigos de pasteleiro. Os artigos vintage foram pintados de várias cores, com os mandamentos da empresa, como o conforto e a produção. O objetivo foi tornar o tabuleiro, que não teria continuidade, numa peça de arte e num objeto de lifestyle.

“A criação de uma loja online era algo obrigatório e, agora que a temos, só pensamos como não criámos mais cedo”, conclui. “Nesta fase, ainda só estamos a fazer entregas em Portugal e a tentar alargar o projeto ao resto da Europa. Queremos levar a SAV aos quatro cantos do planeta.”

Os novos artigos da Sá Aranha & Vasconcelos estão disponíveis na loja online da marca, com os preços a variar entre os 25€ e os 5380€. Carregue na galeria para conhecer algumas das principais propostas.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT