Lojas e marcas

Soma e segue: Latitid já vende roupa “para todos os dias” e “para todos os corpos”

No ano em que celebra uma década de existência, a marca portuguesa lançou a primeira coleção de athleisure.
Não é apenas uma marca de verão.

Entre as marcas portuguesas incontornáveis nos meses de verão, está a Latitid. No ano em que celebra uma década de existência, a insígnia — que continua a assumir um lugar de topo entre as preferências das consumidoras — decidiu reinventar-se. Às habituais coleções de swimwear e propostas para miúdos, o catálogo da etiqueta vai passar a ter edições limitadas de roupa.

O lançamento de coleções próprias é, de acordo com Marta Fonseca, uma das fundadoras, uma forma “de quebrar com a sazonalidade da marca”. A roupa de praia, lançada para ser usada por cima dos biquínis ou dos fatos de banho, já é algo comum para os clientes da Latitid. No entanto, a nova categoria, intitulada “wear”, é pensada “para todos os dias, todos os os ritmos e todos os corpos”.

“Desde que criámos a Latitid, este era um dos passos que queríamos seguir. Faltava apenas a coragem para avançar”, acrescenta Inês Fonseca, a outra responsável do negócio. Dez anos depois, o primeiro lançamento nesta direção passa por uma coleção de athleisure, “para quem escolhe o conforto e a qualidade em vez da quantidade”.

Quando chegou ao mercado, em 2013, a marca apresentou-se com linhas e cortes mais desportivos. Por isso, é uma evolução orgânica passar para um novo modelo de negócio com base nestes mesmos moldes. E, numa altura em que há cada vez mais procura e mais opções de roupa de desporto, continua a ser possível apontar lacunas no mercado. Uma delas é a falta de versatilidade.

“Não é exatamente uma coleção de desporto, porque também dá para estarmos em casa, sair para almoçar ou simplesmente fazer ginástica. Com a pandemia, as pessoas começaram a perceber que é bom andar com roupa confortável”, explicam as irmãs à NiT.

O ADN da marca foi transportado para todas as peças. As clientes mais fiéis da insígnia conseguem perceber que se trata da Latitid, por exemplo, através das cores. O lançamento aposta sobretudo no verde — que se tornou a imagem de marca —, no preto e no branco.

Um dos motivos de sucesso do negócio nacional, e que também se reflete nesta aventura, são os cortes simples e o design clean em contraste com os detalhes importantes. “As camisolas têm costuras que marcam a diferença e tivemos o cuidado de fazer tudo de forma a evidenciar a silhueta”.

As irmãs acrescentam ainda que “as peças podem ser conjugadas entre si”. Uma das opções é utilizar o top com as leggings não só para ir ao ginásio, mas também para sair à noite: “Temos clientes que têm comprado e que dizem que vão usar para ir a uma festa”.

As propostas cumprem com múltiplas funções.

O ponto principal é a versatilidade, sendo esta característica também uma parte essencial da Latitid. “Sejam coleções de festa ou de banho, temos que apostar na flexibilidade. As coleções não são estanques e as pessoas têm que usar as peças de roupa quando e onde querem”, reforçam.

A longo prazo, o objetivo passa por terem cada vez mais coleções cápsulas. A necessidade de separar a oferta da marca em categorias partiu do facto das opções de beachwear serem cada vez maiores e não só para utilizarem na praia. A tendência é dar resposta às necessidades dos clientes fora dos areais e do período estival.

O fenómeno da Latitid

A marca foi criada em 2013, por três sócias que estavam insatisfeitas com as opções de swimwear disponíveis no mercado nacional.  Maria Fernanda Santos, de 59 anos, juntou-se às irmãs Marta e Inês Fonseca, de 33 e 35 anos, respetivamente, para se lançarem neste projeto que pretendia resolver algumas das maiores inseguranças das mulheres na hora de vestirem um biquíni.

O conceito da marca passa por criar fatos de banho e biquínis voltados para as tendências, mas que não ignorem as diferentes fisionomias do corpo feminino. As peças nascem de uma fusão entre o design de qualidade e o conforto — o ponto de partida para tudo. O facto de se manter tão firme no mercado português significa que a missão foi cumprida.

Todas as peças da coleção de athleisure every wear está disponível no site da marca, entre os 45€ e os 85€.

Carregue na galeria para conhecer os modelos desta nova linha da Latitid.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT