Lojas e marcas

As suas conversas no WhatsApp estão em risco de desaparecer — mas há uma solução

Já entrou em vigor a nova política de privacidade da aplicação. Se não deu autorização, pode ficar com a utilização condicionada.
Pode ficar sem acesso.

Foi em abril que o WhatsApp anunciou que estava a preparar uma revolução, com novas funcionalidades e uma nova política de privacidade. E foi mesmo por aqui que as mudanças começaram: já entraram em vigor as novas regras da aplicação, que ditam que, a partir de agora, as cópias de segurança do histórico e dos arquivos que cada um guarda nas suas clouds passarão a estar encriptadas e protegidas com password.

E é exatamente neste ponto que podem começar os seus problemas. A aplicação tinha dado aos seus utilizadores o prazo de 15 de maio, no passado sábado, para aceitar as novas regras de privacidade da aplicação. Agora, quem não aceitou este pedido, pode mesmo ficar sem acesso às suas conversas na aplicação.

Atenção, porque não vai perder a sua conta, mas vai ficar muito condicionado. Se está com este problema, a única solução passa mesmo por ir à aplicação e dar o “ok” à nova política de privacidade. Depois disso, pode voltar a utilizar o WhatsApp como habitualmente.

E também se pode preparar para as muitas novidades que a App tem previstas para os próximos meses. Não vão estar todas disponíveis ao mesmo tempo, mas vão sendo introduzidas com novas atualizações. A NiT fez uma lista das novidades que pode esperar.

Mensagens e fotografias com limite de tempo

Outras das grandes diferenças que vai notar é na efemeridade dos seus arquivos. Isso quer dizer que a opção atual de enviar mensagens que duram sete dias vai passar a ter validade de 24 horas. Assim, ao final desse tempo as mensagens programadas com essa característica vão apagar-se.

À semelhança do que já acontece, cada utilizador vai poder definir este tipo de mensagens para cada conversa individual ou grupo. Neste caso, ainda não se sabe quando a opção estará disponível.

Ainda no campo da limitação de tempo, vai passar a ser possível enviar fotografias que o destinatário só pode abrir uma vez. Tal como já acontece no Instagram, haverá uma opção que permite enviar este tipo de imagens. Assim, o que o destinatário recebe é um ícone distorcido da fotografia a dizer para clicar para ver. Quando o fizer, verá a imagem apenas uma vez e deixará de conseguir fazê-lo novamente.

Contrariamente ao que acontece com as mensagens de tempo limitado, nestas fotografias o WhatsApp não permitirá que sejam feitas capturas de ecrã, que se reencaminhem nem que sejam guardadas no smartphone. A ideia é mesmo que sejam vistas uma vez e desaparecem quando sai da janela.

Para todos os gostos

Todos temos aquele amigo ou familiar que envia notas de áudio para tudo ou que, ainda pior, envia esse tipo de mensagens que parecem mais audiolivros do que recados. Para solucionar a questão, a aplicação vai passar a permitir ouvir os áudios de forma acelerada, como já acontece no Telegram.

Isso é especialmente focado nos áudios de mais de cinco minutos e tem como objetivo agilizar a parte de ouvir a nota de voz e responder, seguindo com outras tarefas.

Respondendo também a um dos pedidos mais feitos pelos utilizadores, o WhatsApp passará a estar disponível em vários dispositivos ao mesmo tempo. Serão quatro no máximo e o mais interessante é que deixará de precisar de ter o smartphone ligado para aceder à aplicação no computador. Isso resolve questões frequentes como quando, por exemplo, precisa de trocar de telemóvel ou este avaria e fica sem acesso às suas conversas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT