Lojas e marcas

Usados chegam ao low cost. Já pode ir à Primark comprar roupa em segunda mão

O novo modelo de negócio pretende prolongar a vida do vestuário. Vai incluir marcas como Levi’s, Tommy Hilfiger ou Converse.
Vão começar por experimentar o modelo no Reino Unido.

O debate sobre a poluição causada pela indústria da moda está cada vez mais aceso. No centro da discussão, está a produção massificada de retalhistas como a Primark, uma das maiores cadeias de roupa na Europa. No entanto, a low cost prepara-se para dar um novo passo em prol da sustentabilidade. Em parceria com a Vintage Wholesale Company, a marca irlandesa vai ter um espaço nas suas lojas dedicado à roupa vintage em segunda mão.

Tornou-se um hábito muito comum comprar vestuário em lojas dedicadas ao thrifting. Com a nova linha, chamada WornWell, a gigante da fast fashion dá resposta a uma nova geração de clientes que procura ofertas mais sustentáveis. Com esta nova iniciativa, querem que as roupas possam ser “amadas por mais tempo e mantidas em circulação”.

Além de peças em segunda mão da Primark, vai conseguir encontrar artigos de insígnias bem conhecidas. Levi’s, Nike, Dr. Martens, Tommy Hilfiger e Converse são algumas das etiquetas em destaque, com roupa que remete para os anos 70 ou 90, que estão em voga.

Por enquanto, estes produtos só estão disponíveis no Reino Unido, nas lojas de Birmingham e Manchester. Foram as cidades selecionadas para estrear este modelo de negócio, que coloca peças únicas a preços acessíveis. No entanto, há previsão de se poder expandir a outras partes do continente europeu.

Se for fã da Primark, a sua rival vai abrir 3 mega lojas em Portugal no próximo ano. Enquanto espera pela abertura dos espaços, carregue na galeria para descobrir alguns dos artigos que pode encontrar na Pepco.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT