Moda

11 peças em saldos que a vão ajudar a criar looks com estilo 100% nacionais

Do casaco em malha da Lanidor, às sapatilhas em veludo cotelê da Sanjo. Por aqui só há etiquetas portuguesas — e cool.
Vista-se com estilo.

Ainda que o estigma em torno das marcas nacionais tenha vindo a decrescer nos últimos anos, a verdade é que este continua bastante presente. Existem, no entanto, marcas que contrariam constantemente essa tendência. Um desses perfeitos exemplos é a Sanjo, a primeira marca de sapatilhas nacionais.

Ela nasceu no ano de 1933, pelas mãos da Companhia Industrial de Chapelaria, e recebeu este nome em jeito de homenagem à cidade que a viu nascer: São João da Madeira. Tornaram-se um verdadeiro fenómeno nacional durante os anos 40 e 50, altura em que poucos eram os portugueses que não tivessem um par destas sapatilhas feitas em lona.

Tudo mudou em 1974, após o 25 de Abril. Na altura, Portugal, que se encontrava completamente fechado ao mundo, começou a abrir-se e a receber calçado vindo do mundo inteiro. Com este roubo do espaço por outras marcas desportivas, a Sanjo entrou em crise durante os anos 80. E perto do final do século XX cessou por completo a sua produção.

Em 2019, tudo mudou para a etiqueta nacional, que marcou o seu regresso pelas mãos do grupo empresarial de Braga, M2BEWEAR. Desde então tem vindo a provar, consecutivamente, que a qualidade e o conforto do calçado português estão também associados a um design contemporâneo e cool.

Um dos seus modelos de calçado faz parte da galeria de peças que pode comprar durante esta época de saldos. Carregue na galeria para conhecer as sugestões da NiT.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT