Moda

A irmã mais velha da Birkin custa tanto ou mais que ela (pode ultrapassar 65 mil euros)

A carteira Constance da Hermès é a favorita de muitas celebridades. Atinge valores astronómicos mesmo em segunda mão.
Foi criada em 1969 e continua a ser um sucesso.

A palavra Hermés é sinónimo de acessórios luxuosos com designs icónicos, cobiçados há décadas, um pouco por todo o mundo. As carteiras da marca francesa fundada em 1837, são um símbolo de qualidade graças ao esforço de um único artesão, que utiliza peles nobres e dedica dezenas de horas a finalizar cada peça. Tratam-se de artigos exclusivos muito desejados, que demoram a produzir. Todas as fashionistas conhecem e desejam as célebres Birkin ou Kelly.

O artesão Thierry Hermés começou por produzir selas e arreias para os cavalos dos aristocratas franceses. Na segunda metade do século XIX, o filho do fundador da marca ampliou a gama de produtos a outros artigos para equitação e, só mais tarde, introduziu carteiras e casacos em couro. Quando surgiu o automóvel, a oferta da passou a incluir também artigos de viagem.

A marca adaptou-se sempre às mudanças que iam acontecendo no mundo, mas foi o neto de Thierry, Émile-Maurice Hermès, que catapultou o nome da família para a estratosfera do luxo.   No início do século XX, apresentou o fecho éclair, também conhecido como zíper — e provocou uma revolução no mundo dos acessórios. A invenção passou a ser usada nas carteiras, incluindo as mais conhecidas, que todos queriam ter. Anos depois, surgiram os modelo Kelly (em homenagem à princesa do Mónaco) e Birkin (inspirado na cantora Jane Birkin) que consolidaram o nome (e os lucros) da insígnia.

Porém, enquanto os dois modelos mais famosos são usados como um statement, existe uma alternativa mais prática. Falamos, claro, da elegante Constance. A proposta voltou a ser tema de conversa quando a modelo Emily Ratajkowski a usou na passada quinta-feira, 19 de janeiro, nas ruas de Nova Iorque.

Porém, muito antes de cair nas boas graças da it girl, o modelo tornou-se num dos favoritos de outra celebridade. Jackie Kenedy Onassis, a antiga primeira dama dos Estados Unidos e um ícone de estilo, usava-a com regularidade e ajudou a torná-la numa das cobiçadas da etiqueta francesa — algo que acontece até hoje.

A Constance foi a primeira carteira da Hermès a ser desenhada por uma mulher, quase 90 anos depois da fundação da marca. A estilista Catherine Chaillet criou o modelo em 1956, a pedido de Jean-Louis Dumas, que presidiu a insígnia até 2006. Chaillet estava grávida e, por isso, decidiu dar ao modelo o nome destinado para a sua filha.

A carteira de linhas direitas eformato compacto foi pensada para ser usada ao ombro e combina praticabilidade e elegância. A longa alça de couro pode ser ajustada de forma a servir como alça dupla. O fecho com a letra “H”, símbolo da insígnia, é outros dos fatores mais atrativos e distintivos. A aplicação pode ser dourada, prateada ou surgir em cores mais vibrantes.

Cada Constance demora, em média, 14 horas a ser produzida por um único artesão. No entanto, depende o tempo de produção depende da dimensão do modelo, que pode ter três larguras diferentes: 18 (a versão em miniatura), 23 ou 24 centímetros..

Quanto aos valores, variam de acordo com o tamanho da carteira, mas todas as dimensões requerem uma conta bancária recheada. E, ao contrário do que muitos pensam, não é mais acessível do que uma Birkin. Na plataforma de revenda FARFETCH, por exemplo, existem modelos em segunda-mão que custam mais do que a mítica carteira e ultrapassam os 65 mil euros.

 

Esta Constance de 2004 custa 65.523€.

É claro que, à semelhança dos acessórios mais icónicos da Hermnès, não é possível encontrá-la à venda no site oficial da marca. Nas lojas, também é muito difícil adquirir o modelo. No entanto, a lista de espera não é tão longa como a proposta inspirada na atriz inglesa Jane Birkin — que se prolonga até 6 anos — e é mais comum em plataformas de revenda (embora não seja mais acessível).

Carregue na galeria para ver algumas Constance em segunda-mão que pode ecnontrar à venda (e descubra outros modelos de marcas de luxo com longas listas de espera).

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT