Moda

As mulheres que convenceram Sofia Vergara a usar sandálias portuguesas

Ana Correia e Carolina Santos criaram a Alameda Turquesa em 2012. Anna Dello Russo e Chiara Ferragni também já usaram a marca.
Mãe e filha.

Estávamos em 2011 quando Carolina Santos fez as malas e apanhou um avião para Itália, onde durante dez dias passou por sete cidades, como Florença, Veneza e Milão. Na altura, a jovem de 30 anos fez aquilo que seria de esperar: foi partilhando várias fotografias na sua página do Facebook.

“As pessoas adoraram e recebi imensas mensagens a dizer que queriam fazer o mesmo percurso”, conta à NiT. Este foi o ponto de partida para que a estudante de Arquitetura —que estava a terminar a tese de mestrado na Faculdade de Arquitetura do Porto — criasse o blogue “The French Fries”.

“Comecei por partilhar conteúdos de moda, beleza e viagens. Ainda era uma área pouco aproveitada e fiz logo boas parcerias, caso da Pantene, que até resultou num anúncio de televisão”, explica.

Certo dia, a mãe de Carolina, Ana Correia, ofereceu às filhas uma pulseira com pompons feita por ela. “Achei piada e publiquei uma foto no blogue com o acessório. Fazia tanta publicidade a outras marcas, por que não enaltecer uma coisa que ela tinha feito?”.

Não foram precisas muitas horas para que os seguidores pedissem peças iguais. “Falei com a minha mãe, que é bastante criativa, e sugeri que criássemos uma página no Facebook para vender as pulseiras.”

View this post on Instagram

💫✨ new beginnings ✨💫

A post shared by Carolina (@thefrenchfries) on

Ana aceitou e a partir daí, conta Carolina, foi tudo muito rápido. “Não pensámos muito nem investigámos o mercado. Criámos a página, demos-lhe o nome de Alameda Turquesa e começámos a vender pulseiras e colares com os tais pompons coloridos.”

O lançamento da marca, no verão de 2012, coincidiu com a entrada de Carolina num atelier de Arquitetura no Porto. Durante os três anos seguintes, a jovem teve pouco tempo livre. “Fazia um horário normal de trabalho e ainda tinha o blogue e a marca. Chegava a deitar-me às quatro da manhã”, conta.

O problema é que a certa altura deixou de se sentir 100 por cento realizada. “Sempre quis ser arquiteta e nunca me tinha passado pela cabeça mudar de rumo, até que senti a minha criatividade a encolher porque estava a desenhar as ideias dos outros. Por isso, decidi despedir-me.”

Carolina recorda a chamada que fez aos pais no dia em que tomou a decisão, no final de março de 2015. “Deram-me total apoio e sempre me disseram para seguir aquilo que queria porque nada era impossível.”

A partir daí, a jovem decidiu dar um novo rumo à marca. “Sempre tive uma paixão por sapatos. Disse à minha mãe que podíamos começar a apostar em calçado com apliques”, conta à NiT.

Seguiu-se uma pesquisa sobre fábricas que pudessem criar as propostas. “Nós desenhámos os modelos e precisávamos de encontrar os parceiros certos. Acabámos por escolher uma empresa do norte, em Santa Maria da Feira.”

Nos meses seguintes, Carolina criou o perfil da Alameda Turquesa no Instagram e começou a dedicar algum tempo às redes sociais da marca. “As partilhas foram muito orgânicas. As pessoas gostavam, achavam as peças muito diferentes e sugeriam a amigos.”

Em novembro de 2015, chegou uma mensagem completamente inesperada. “A Anna Dello Russo [conhecida jornalista de moda italiana] queria as nossas peças para um editorial da Vogue Japão. Nem queria acreditar.”

Carolina respondeu imediatamente que sim e tentou saber como é que a influencer tinha descoberto a Alameda Turquesa. “Disse-me que tinha visto nas redes sociais e tinha adorado. Ela não só acabou por usar os nossos acessórios conjugados com um vestido Dolce & Gabbana na revista, como partilhou fotos no blogue dela.”

Em pouco tempo, a marca tornou-se num sucesso. Contudo, o melhor ainda estava por vir. Aconteceu no verão do ano passado, quando a jovem de 30 anos estava de férias em Olhos de Água, no Algarve.

“Cada vez que alguém fazia uma encomenda eu recebia uma notificação. Estava na praia, peguei no telemóvel e alguém tinha reservado umas sandálias. No remetente dizia ‘Sofia Vergara’. Comentei com os meus pais a coincidência de haver uma pessoa com o mesmo nome que a atriz”.

Por curiosidade, Carolina carregou na morada para entrega da encomenda e leu “Beverly Hills”. Depois disso, acabaram-se as dúvidas. Era mesmo a verdadeira Sofia Vergara que estava a encomendar umas sandálias de 320€ da Alameda Turquesa. Mais tarde, após uma troca de emails, Carolina percebeu que a celebridade também tinha conhecido a marca através das redes sociais.

“Ela pagou e usou o calçado na véspera de Natal [durante umas férias de sonho no hotel Chipi Chipi, em Xalapa, no México] e voltou a usá-lo agora no seu aniversário, a 11 de julho. Está mesmo confirmado no seu Instagram.”

Além de Sofia Vergara e Anna Dello Russo, Margherita Maccapani, herdeira da marca Missoni, mostrou recentemente a Alameda Turquesa ao mundo. Aconteceu no final de maio, no casamento de Charlotte Casiraghi, filha de Carolina do Mónaco e de Dimitri Rassam. 

Para a cerimónia, Margherita escolheu uma carteira feita à mão da marca portuguesa que custa 350€. 

“Há dois anos, em 2017, a própria Chiara Ferragni também nos enviou um email. Ia lançar um novo e-commerce no site e estava a selecionar marcas para venderem os seus produtos. Fizemos uma parceria durante um ano”, conta.

A NiT também encontrou fotografias das influencers Camila Coelho e Hannah Strafford-Taylor com carteiras da marca.

Embora a Alameda Turquesa tenha muito sucesso, Carolina não pretende abrir um espaço físico. “Funciona tudo muito bem online por isso vamos manter-nos assim.”

Quem manda nisto tudo?

Nome: Carolina Santos
Idade: 30 anos
Profissão: Empresária
Peça favorita: As primeiras sandálias da marca
Guilty pleasure: Comer gomas
Convença-nos a conhecer a marca: A Alameda Turquesa é uma marca familiar de luxo portuguesa que se está a impor internacionalmente no mundo da moda. Não só por isso, mas também, merece uma vista olhos.

A seguir, carregue na galeria para conhecer alguns produtos da marca.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT