Moda

Atenção ao que compra: ASAE apreende mais de 100 joias com pedras falsas

A confiscação dos acessórios foi feita no Porto, e o conjunto do material ilícito tinha um preço de 3.900€.
Nem tudo que parece é.

São cada vez mais as lojas online que, atualmente, se dedicam a vender joias dos mais variados tipos. O problema é que nem sempre o material que dizem ser original o é. A prova disso é que, no Porto, a Autoridade de Segurança Alimentar (ASAE) apreendeu 105 joias que eram vendidas como pérolas naturais, mas que não passavam de imitações.

A detenção ocorreu na passada sexta-feira, no âmbito de uma investigação, e na sequência de perícia que havia determinado que as peças em questão eram sintéticas. Contudo, estas eram etiquetadas online como sendo naturais quando, na verdade, não passavam de réplicas, imitações, madrepérolas ou imitações de madrepérolas.

“As pérolas vendidas eram de qualidade e natureza inferiores às anunciadas. Com esta conduta, o operador económico procurava valorizar ilegitimamente o seu produto, prejudicando a boa-fé e a proteção da confiança no consumidor nas relações de comércio”, lê-se no comunicado emitido pela Autoridade de Segurança Alimentar acerca desta ação.

Os artigos em questão eram vendidos através de uma página online. No entanto, mais recentemente tinham deixado de ser exclusivos do universo digital e passado a ser comercializados numa loja física. As 105 joias vendidas ilicitamente como pérolas naturais tinham, no seu total, um preço acumulativo de 3900€. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT