Moda

Do analfabetismo ao sucesso digital: a influencer de 80 anos que é um ícone de estilo

Vovó Izaura Demari, como é conhecida nas redes sociais, construiu um legado com chapéus, acessórios e vestidos surpreendentes.
Virou um fenómeno digital com 78 anos.

Não é possível ser-se um exemplo de longevidade sem ter uma história cheia de desafios. Izaura Demari, apelidada carinhosamente de Vovó Izaura, conta com 231 mil seguidores no Instagram, atraídos pelo seu estilo exuberante e destemido. No entanto, antes de se tornar um fenómeno no mundo online, enfrentou uma vida de dificuldades e de superações pessoais, como o analfabetismo e um relacionamento opressivo.

O ícone brasileiro nasceu numa zona rural, no estado do Paraná, e foi a única de sete irmãos que passou a infância em casa Tudo aconteceu por causa de um ataque de epilepsia que levou os pais a retiraram-na da escola quando era ainda bastante nova. Mais tarde, adolescente, acabou por substituir a vida no campo pelo ambiente urbano. Aos 18 anos casou com um homem 13 anos mais velho.

O casamento manteve-se durante quatro décadas e resultou num legado com filhos, netos e bisnetos. Durante este tempo, foi proibida de sair de casa sozinha, de mostrar pele ou sequer de se arranjar. A discrição a que era obrigada na altura é agora substituída por chapéus megalómanos, fatos de banho que mostram o seu corpo e vestidos estampados muito extravagantes. O styling não fica completo, porém, sem os pares de óculos que ostenta em cada publicação.

Quando o marido morreu de forma inesperada, há 19 anos, com um ataque cardíaco, Izaura entrou numa fase complicada de luto e deixou de fazer aquilo que mais lhe dava prazer: cuidar das suas flores. Ao perceber a situação, o filho convenceu a mãe a mudar-se para um apartamento, passou a viajar com mais frequência e começou a frequentar shoppings regularmente. A partir daí renovou também a sua imagem através das cores vibrantes, as silhuetas arrojadas e todos os estampados coloridos que a cativavam.

O seu estilo é, para muitas pessoas, semelhante ao da empresária de 100 anos Iris Apfel, mas a verdade é que ambas apresentam traços muito singulares. Felizmente, cada vez há mais pessoas que encaram os anos como uma forma de liberdade, apostando na irreverência. É o caso de Susie Lynch Barrett, de 50 anos, e Cathy O’Connor, de 60 anos, sobre as quais a NiT já escreveu.

Apesar de agora receber muito carinho por parte do povo brasileiro, a primeira pessoa a deixar-se encantar por Izaura foi o fotógrafo nova iorquino Ari Seth Cohen, ainda antes de se ter tornado um fenómeno digital. O artista quis que ela fosse uma das pessoas representadas no seu livro “Advanced Style”, onde abria espaço para mulheres com mais de 60 anos se apresentaram na sua melhor versão. Assim se percebe que a dimensão do estrelado desta brasileira vá muito além do seu país de origem.

Depois de se ter reinventado, sempre que saía à rua, as pessoas começaram a querer tirar fotografias com a brasileira e a olhar com admiração para os seus looks. Quando o filho reparou no sucesso da mãe, começou a publicar as fotos no Facebook, inicialmente, e no Instagram mais tarde. Hoje em dia, continua a ser Márcio Demari, um dos herdeiros de Izaura, que gere as suas redes sociais.

Há dois ano, com 78 anos, Izaura tornou-se numa verdadeira influencer digital. Ao partilhar o seu percurso e o seu estilo de vida atual, alcança milhares de pessoas dentro da mesma faixa etária que se sentem inspiradas pelos seus conjuntos mirabolantes. Começou a participar em eventos de moda e, em 2019, chegou mesmo a desfilar na semana da moda de São Paulo. Aparece ainda em revistas internacionais, trabalha com dezenas de marcas e costuma ser convidada para os principais programas de televisão do Brasil.

O seu Instagram tornou-se uma comunidade, com a qual a influencer partilha os lugares por onde passeia, a sua coleção com mais de 700 chapéus, as suas roupas inigualáveis e várias citações que a inspiram, de nomes como Yves Saint Laurent ou Lady Gaga.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT