Moda

Dolores Aveiro, a improvável it girl: “Eu não sou um ‘boneco’ na minha página de Instagram”

A NiT entrevistou a mãe de Cristiano Ronaldo, que é seguida por mais de dois milhões de pessoas nas redes sociais.
Tem 66 anos.

Em janeiro de 2019, a imprensa portuguesa encheu-se de notícias sobre aquela que é hoje a maior it girl do nosso País. Ao contrário do que os leitores pudessem esperar, essa pessoa não se tratava de Rita Pereira ou Cristina Ferreira. Foi há dois anos que Dolores Aveiro se tornou na mulher portuguesa com mais seguidores no Instagram — hoje, soma mais de dois milhões de fãs naquela rede social. Sara Sampaio é a portuguesa com mais seguidores (7,5 milhões), mas a modelo não vive em Portugal. 

Com 66 anos, a mãe de Cristiano Ronaldo tem uma das contas de Instagram mais icónicas de que há memória no nosso País. Entre as mais de 1400 publicações, vai encontrar principalmente fotografias em pose, onde exibe descontraidamente alguns dos seus looks do seu dia-a-dia. Mais simples não podia ser. Nas descrições, há uma clara tendência: as mensagens de boa sorte para os jogos do Sporting Clube de Portugal — a equipa do seu coração — e a Juventus, onde o filho joga desde 2019.

Sobre a fama nas redes sociais, Dona Dolores (o nome por que é carinhosamente tratada) não tem dúvidas: os seguidores são atraídos, essencialmente, por saberem que é a base do seu filho. “A admiração que têm por ele acaba por passar para mim e acho que as pessoas gostam de mim por isso”, conta à NiT.

O sucesso no Instagram não foi premeditado e a escolha das fotografias é feita, diz, sem grande critério — “são fotos dos momentos que vivo e gosto e partilho sem refletir muito no que possam achar porque vem do meu coração”, explica. Ainda assim, o crescimento orgânico só fez subir a sua popularidade.

Dolores Aveiro transformou-se numa máquina de publicidade. Iniciou-se nesse mundo com os anúncios televisivos à banana da Madeira, em 2016, mas essa colaboração icónica foi apenas o início. Seguiram-se convites da margarina Planta, os caldos Maggi, o lançamento da linha de azeites especial da Queijaria Nacional e, mais recentemente, os anúncios da MultiOpticas, que estão agora a ser transmitidos na televisão.

No entanto, a madeirense garante que pouco mudou desde os tempos em que o seu filho era apenas um miúdo com um sonho de vingar no futebol. “Por dentro sou exatamente a mesma pessoa que sou hoje”, afirmou à NiT. Leia a entrevista completa.

Alguma vez imaginou que se iria tornar na segunda portuguesa com mais seguidores no Instagram?
Nunca imaginei e na verdade nunca foi um objetivo meu. Embora não perceba muito do digital — e só há pouco tempo tenha ganho mais à vontade a mexer no Instagram e noutras aplicações (graças à ajuda dos mais novos da família) —, eu criei a minha página só para poder estar conectada a várias pessoas de quem gosto e ir vendo o que acontece. Mas compreendo que, pelo carinho e admiração que têm pelo meu filho, me queiram seguir também.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Maria Dolores (@doloresaveiroofficial)

Na sua opinião, o que motivou todo o seu sucesso nas redes sociais?
Não duvido que é, essencialmente, por saberem que sou a base da minha família e sobretudo do meu filho Cristiano. A admiração que têm por ele acaba por passar para mim também porque sempre fui e serei o seu suporte mais firme. A minha família é tudo para mim e acho que as pessoas gostam muito de mim por isso também, pela forma como me dedico a todos. Por outro lado, eu não sou um “boneco” na minha página de Instagram. Aquela é a Dolores, despreocupada com poses ou aparências, a querer só partilhar um pouco do seu dia e a espalhar carinho.

Como faz a escolha das fotografias que publica?
Não há grande escolha. São fotos dos momentos que vivo e gosto. Partilho sem refletir muito no que possam achar porque vem do meu coração.

É a Dolores quem gere as suas próprias redes sociais?
Sim, embora por vezes precise de uma ajuda ou outra para fazer algumas coisas. Ainda não sei mexer nas coisas como os jovens e por vezes atrapalho-me, mas estou cada vez melhor (risos). Até um Tik Tok já criei, vejam lá.

Recebe muitos pedidos de seguidoras para saberem de onde são as peças de roupa que está a usar?
Por acaso recebo. É engraçado, nunca imaginei que algum dia haveria esse interesse por mim.

Como recebe toda a atenção que as pessoas lhe dão?
Com muito carinho e respeito.

Sobre os comentários negativos, reage aos haters? Costuma receber mensagens desagradáveis?
Olhe, se recebo pouco sei. Mas a minha reação natural quando vejo um ou outro mais negativo é rir-me. São tão feliz e grata com tudo o que tenho que não tenho espaço para valorizar e dar atenção a essas coisas.

Lembra-se da primeira vez que foi convidada para promover uma grande marca? Pode falar-nos um pouco sobre a experiência e a sensação?
Foi uma sensação de não saber bem o que fazer, mas adorei. Eu gosto efetivamente de ir fazendo estes trabalhos. Divirto-me nestes projetos, conheço sempre boa gente e ocupo o meu tempo de maneira diferente.

Houve algum momento em que uma peça de roupa ou acessório que usou tenha esgotado? Pode falar-nos sobre isso?
Algumas marcas e lojas que aconselhei ou referi já me contaram que esse produto em questão teve mesmo muita procura e que o meu nome era comentado por isso. Claro que fico feliz. Mas é algo de que não costumo estar a par porque de facto o que exibo são coisas de que gosto verdadeiramente e que uso, não tenho necessidade nem faz sentido para mim promover algo que não tenha que ver comigo.

Como é foi para si transformar-se numa celebridade? Aspirava a isso?
Não. O que sempre quis foi que eu e a minha família fossemos felizes e tivéssemos sempre muita saúde. E não me acho uma celebridade. Continuo a ser a pessoa simples de sempre, tenho é a sorte e um grande orgulho em ser mãe do melhor jogador de futebol do mundo.

Ainda consegue andar na rua e passar despercebida?
É difícil (risos). Mas as pessoas abordam-me sempre com muito carinho e tento sempre retribuir da mesma forma.

Antes do seu filho Cristiano alcançar todo o seu sucesso, quem era a Dolores?
Por dentro sou exatamente a mesma pessoa que sou hoje. Devota à minha família, a Nossa Senhora, às pessoas que amo, simples e muito grata.

Tinha sonhos seus?
Tinha e tenho. Terei sempre enquanto viver. Mas estou segura que o maior dos sonhos está concretizado. Toda a minha família é fantástica, unida, com bons valores e muito amor. E não há maior bênção que se possa pedir.

Dava importância às roupas que usava? E hoje?
Dou muito pouco, e visto-me sempre de forma muito simples no meu dia-a-dia. Gosto é de estar confortável. Mas não deixo de ser vaidosa [risos].

Que sonhos ainda tem?
É sobretudo um desejo. Que toda a minha família tenha sempre muita saúde, amor e felicidade. E que eu possa viver o máximo de tempo ao lado deles. Esta é sem dúvida a. minha missão enquanto matriarca desta família, assegurar o bem-estar e a união de todos, e não há nada mais importante que isso.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Maria Dolores (@doloresaveiroofficial)

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT