Moda

Portuguesas criam joias sustentáveis feitas com celulose bacteriana

As peças fazem parte de uma coleção desenvolvida por duas jovens designers, e vão estar em exposição no MAAT.
Peça feita em prata reciclada oxidada e celulose bacteriana.

As soluções encontradas pela indústria da moda para desenvolver peças amigas do ambiente são cada vez mais inovadoras e criativas. Têxteis feitos a partir de garrafas de plástico, cogumelos e ananases já são uma realidade. No mundo da joalharia o investimento em materiais sustentáveis também cresce a olhos vistos. Os diamantes produzidos em laboratório já são comuns bem como as peças produzidas em ouro reciclado, mas e se lhe disséssemos que  existem também criações à base de celulose bacteriana? Existem são uma das matérias primas de eleição de uma dupla de designers portuguesas de Viana do Castelo que criou uma linha de joalharia que combina este material com a prata reciclada.

O projeto pioneiro foi desenvolvido por Sílvia Araújo e Lia Gonçalves que, em declarações à Lusa, afirmou: “São as primeiras joias no mercado português que juntam a prata reciclada, obtida através do reaproveitamento de peças usadas, à celulose bacteriana — um polímero natural, biodegradável e renovável. Este material pode ser produzido e optimizado em laboratório para diferentes aplicações, desde a moda aos cosméticos, passando pelo sector alimentar e até na medicina.”

A dupla de designers: Sílvia Araújo (à esquerda) e Lia Gonçalves (à direita).

O objetivo do projeto, que ganhou o nome de Ensaio, é sensibilizar as pessoas para a necessidade de tornar a moda numa indústria mais sustentável. O primeiro passo nessa direção deve ser adoptar processos de produção baseados em materiais mais amigos do ambiente, conforme explica Lia Gonçalves: “O que acontece é que a celulose bacteriana é usada como complemento estético, mas, devido às suas características, acaba por se degradar naturalmente com o uso da joia. Esta dimensão é imprevisível e permite que a peça adquira novos desenhos à medida que é manuseada, mantendo sempre a função para a qual foi criada.”

As criações da dupla de Viana do Castelo vão estar em exposição no MAAT, durante um ano inteiro na mostra Portuguese Jewellery X MAAT: Rethink. React. Reshape. Uma iniciativa resultado de uma parceria entre o Museu de Arte, Arquictetura e Tecnologia e a Associação de Ourivesaria e Relojoaria Portuguesa.

As peças poderão ser adquiridas no local, pelas visitantes do museu. Carregue na galeria para conhecer algumas das criações de Sílvia Araújo e Lia Gonçalves.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT